Manifestantes convocam protestos contra visita do papa nas redes sociais

Por Agência Estado | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ato está marcado para 18 horas desta segunda-feira no Largo do Machado e deve seguir até o Palácio Guanabara

Agência Estado

A recepção ao papa Francisco no Palácio Guanabara (sede do governo fluminense, na zona sul do Rio) será marcada por protestos convocados pelos grupos Anonymous Rio e pela Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (Atea). A manifestação questiona gastos públicos com a recepção ao pontífice e pede a saída do governador Sérgio Cabral e do vice Luiz Fernando Pezão. Eles recepcionarão Francisco. Solenidade está marcada para as 17h no palácio, com a presença da presidente Dilma Rousseff e do prefeito Eduardo Paes.

Leia também:
Saiba mais no especial da Jornada Mundia da Juventude
Veja os preparativos para a chegada do papa ao Brasil
Semana da Jornada Mundial da Juventude será de frio, prevê Inmet
Veja como será o dia a dia do papa Francisco na JMJ 2013

AP
Papa embarcou nesta segunda no aeroporto internacional de Roma rumo ao Rio de Janeiro

Os manifestantes se concentrarão a partir das 18h no Largo do Machado, a 1 km do Guanabara. O grupo planeja seguir até o palácio. Na página de convocação ao evento, mais de 7 mil pessoas confirmaram presença. De acordo com a prefeitura, toda a rua em frente ao palácio estará fechada por medida de segurança.

Na convocação, o grupo esclarece que a manifestação não é contra a presença do papa nem contra a Igreja Católica. "A ideia é aproveitar a presença do papa, de seus turistas e da mídia global. Será mais um grito contra a corrupção e por serviços públicos mais dignos." A pauta divulgada pelo grupo questiona os gastos públicos estimados em R$ 118 milhões para a organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) e defende o estado laico.

A Atea anunciou que promoverá às 17h manifestação em frente ao palácio. Temerosa de uma reação da Polícia Militar, a entidade tentou no fim de semana uma liminar judicial que proibisse a repressão policial. No sábado, a Justiça negou a liminar. A entidade recorreu. Manifestações do tipo serão promovidas pela entidade em outras capitais brasileiras, como Belo Horizonte e São Paulo, além de cidades importantes, como Ribeirão Preto (SP).

Leia mais:
Percentual de católicos no Brasil cai a 57%, segundo pesquisa Datafolha
“Francisco é o cara que abre portas”, diz professor sobre perfil jesuíta do papa
‘Francisco será lembrado como o papa Robin Hood’, diz especialista em Vaticano
Ordem do papa, jesuítas são conhecidos pelo desapego material e por dialogar

"Assim como o batismo de crianças lhes impinge uma religião, o sequestro do Estado para fins religiosos faz o mesmo com todos os demais cidadãos brasileiros, que se tornam católicos à força quando o dinheiro dos seus impostos é desviado para pagar um evento religioso. Por isso, para simbolizar o protesto contra as violações da laicidade, escolhemos o desbatismo", informa a Atea em comunicado distribuído na semana passada. No protesto, a entidade promoverá o que chamou de "desbatismo coletivo", em que os manifestantes usarão secadores de cabelo "para os ventos do secularismo varrerem as águas do batismo". "Se você não concorda com o uso de dinheiro público na JMJ, com símbolos religiosos em repartições públicas, o ´ Deus seja louvado` no dinheiro, o ensino religioso em escolas públicas..

Se você acha que barrar a camisinha e a pílula no sistema público é um absurdo, se não concorda com o veto da Igreja Católica ao divórcio, se ainda não se conformou com o acobertamento de pedófilos e a discriminação contra homossexuais... Enfim, o desbatismo é para todos aqueles que desejam protestar", diz o documento. 

Veja imagens dos preparativos para a Jornada:

Papa Francisco é recebido por comissários durante embarque rumo ao Rio de Janeiro. Foto: ReutersPapa Francisco embarca nesta segunda-feira (22) no aeroporto internacional de Roma rumo ao Rio de Janeiro. Foto: APJovens aproveitam o domingo de sol na praia de Copacabana no domingo (21), em frente ao palco onde o papa Francisco celebrará a missa de encerramento da JMJ. Foto: Associated PressJovens jogam futevôlei em frente ao palco em que o papa Francisco realizará missa em Copacabana  . Foto: Associated PressJovens católicos se encontram na praia de Copacabana, no Rio. Foto: Associated PressVendedor aproveita movimento de peregrinos na praia de Copacabana, no Rio, para vender lembranças católicas no domingo (21). Foto: Associated PressJovens carregam cruz símbolo da JMJ na praia de Copacabana no domingo (21). Ela foi entregue aos jovens pelo Papa João Paulo II, na edição de 1983 do evento. Foto: Associated PressJovens carregam cruz símbolo da JMJ na praia de Copacabana no domingo (21). Ela foi entregue aos jovens pelo Papa João Paulo II, na edição de 1983 do evento. Foto: Associated PressPúblico observa a montagem do palco que receberá o papa Francisco na praia de Copacabana, no Rio. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomTrabalhadores montam o palco que receberá o papa Francisco na praia de Copacabana, no Rio. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomVoluntários da Jornada da Juventude orientam peregrinos nas estações de trem no Rio. Foto: Fernando Frazão/ABrCerca de 600 voluntários da Jornada Mundial da Juventude atuam nas estações de trem mais movimentadas para auxiliar os peregrinos estrangeiros. Foto: Fernando Frazão/ABrFranciscanos arrumam a sala que receberá o papa Francisco, no hospital São Francisco de Assis, no Rio de Janeiro. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomFranciscanos arrumam a sala que receberá o papa Francisco, no hospital São Francisco de Assis, no Rio de Janeiro. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomJovens esperam chegada do papa Francisco no Rio de Janeiro. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomFavela da Varginha, em Manguinhos, no Rio, onde o papa irá visitar a capela de São Jerônemo. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomPolicial da UPP de Manguinhos em frente à capela de São Jerônimo. Foto: RICARDO MORAES/REUTERS/NewscomTuristas tiram foto em frente à imagem do papa Francisco esculpida na areia da praia de Copacabana, no Rio. Foto: SERGIO MORAES/REUTERS/NewscomVista aérea do palco na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para a visita do papa Francisco.. Foto: APOutra vista do palco construído na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para a visita do papa Francisco.. Foto: APTendas para a visita do papa Francisco a praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.. Foto: ReutersTrabalhadores preparando tendas na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para a visita do papa durante a Jornada Mundial da Juventude.. Foto: APPreparação na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para a visita do papa durante a Jornada Mundial da Juventude.. Foto: APEscultura de areia do papa Francisco feita na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.. Foto: ReutersÂngulo diferente da escultura do papa Francisco feita na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.. Foto: ReutersIgreja São Jerônimo Emiliano, em Manguinhos, no Rio de Janeiro, receberá visita do papa durante Jornada.. Foto: Futura PressBanner promovendo a Jornada Mundial da Juventude na Capela de São Jerônimo, no Rio de Janeiro, que será visitada pelo papa.. Foto: ReutersInterior da Capela de São Jerônimo, no Rio de Janeiro, que será visitada pelo papa Francisco.. Foto: ReutersBanner promovendo a chegada do papa ao Rio de Janeiro na Capela de São Jerônimo, que será visitada pelo papa Francisco.. Foto: ReutersCrianças empinando pipa em cima da Capela de São Sebastião, no Rio de Janeiro, será visitada pelo Papa durante a Jornada Mundial da Juventude.. Foto: ReutersCrianças em cima da Capela de São Sebastião, na favela de Varginha, em Manguinhos, no Rio de Janeiro, que será visitada pelo papa durante a Jornada Mundial da Juventude.. Foto: ReutersPeças de latão e banhadas a ouro que serão usadas na missa do papa na Igreja São Sebastião, no Rio de Janeiro.. Foto: Futura PressFavela de Varginha, em Manguinhos, no Rio de Janeiro, que será visitada pelo papa durante a Jornada Mundial da Juventude.. Foto: ReutersCampo de futebol na favela de Varginha, em Manguinhos, no Rio de Janeiro, que será visitado pelo papa durante a Jornada Mundial da Juventude.. Foto: ReutersVeículo que será utilizado pelo papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro.. Foto: ReutersBonequinhos do papa Francisco vendidos por R$ 5 na Cinelândia, no Rio de Janeiro.. Foto: Futura PressRelógios digitais da avenida Paulista anunciando a Jornada Mundial da Juventude.. Foto: Futura PressPreparação dos kits para os peregrinos que acompanharão o papa durante a Jornada.. Foto: Futura PressVista aérea da casa em Sumaré, onde o papa Francisco ficará hospedado durante a Jornada no Rio de Janeiro.. Foto: Reuters


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas