Médicos estrangeiros devem chegar ao País a partir do mês de agosto

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com documento preliminar, recrutados devem começar a trabalhar em setembro após capacitação

Agência Estado

Médicos estrangeiros recrutados no programa que o Ministério da Saúde lançado na segunda-feira (1º) começam a trabalhar em setembro nos municípios brasileiros. Documento preliminar ao qual a reportagem teve acesso mostra que os profissionais selecionados no edital de chamamento deverão desembarcar no País em agosto e, dias depois, serão encaminhados para o processo de capacitação, com duração prevista de três semanas. 

Paula Pacheco/iG
Na última quarta-feira (3), médicos brasileiros protestaram na avenida Paulista contra programa do Ministério da Saúde

O projeto prevê que, na primeira etapa de agosto, serão convocados profissionais procedentes da Espanha e de Portugal. Na segunda fase, programada para outubro, começam a chegar profissionais procedentes de Cuba. Na terceira fase, inicialmente prevista para novembro, viriam médicos de outros países.

A estimativa é de que, neste ano, cheguem 4 mil profissionais estrangeiros para trabalhar nos serviços públicos de saúde municipais. Em três anos, o governo prevê que 10 mil médicos formados no exterior cheguem ao País. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O iG está fazendo uma série especial sobre o projeto e a polêmica de trazer médicos estrangeiros para o Brasil. Confira: 

- Eles defendem a vinda de médicos estrangeiros para os rincões do País
Norte e Nordeste são os que mais sofrem com falta de médicos
'Saúde não depende só de médico', diz vice-prefeita de cidade campeã do SUS
A curto prazo é preciso ter médicos estrangeiros
'Atração de médicos estrangeiros não pode ser tabu', diz Padilha ao iG
Médicos de Venezuela e Bolívia criticam experiência de 'importar' cubanos
- Médicos estrangeiros terão avaliação durante três semanas antes de trabalhar
Cidade gaúcha paga faculdade e mesmo assim não consegue atrair médico

Leia tudo sobre: médicosmédicos estrangeirossaúde

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas