Após ato pacífico ocorrido durante o dia, PMs reagiram contra grupo que jogou rojões e objetos nos seguranças

Policiais militares que cercam o Congresso Nacional na noite desta quarta-feira (26), começaram a revidar as provocações dos manifestantes. Após eles lançarem bombas contra o policiamento, a PM usou spray de pimenta diante de um manifestante mais exaltado. Em reação, outro grupo do protesto começou a lançar objetos contra os policiais.

Mais cedo: Em protesto, manifestantes chutam bolas contra o Congresso
BH: Manifestantes voltam às ruas e têm novo confronto com a PM
São Paulo: Manifestações fecham avenida Paulista e rua da Consolação

Após ser alvo de provocações por 30 minutos, os policiais começaram a dispersar os grupo mais exaltados com bombas de gás lacrimogêneo e efieto moral. O grupo chegou a recuar, mas voltou a atacar os policiais.

Policiais do Batalhão de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam) fizeram ações no gramado do Congresso Nacional para afastar os manifestantes. Algumas pessoas foram presas.

A Polícia Militar do Distrito Federal estima que 5 mil se concentraram no gramado do Congresso.  Segundo um balanço inicail da Secretaria de Saúde, três policiais já foram atendidos com crise de hipertensão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.