Polícia reage a provocação de manifestantes em frente ao Congresso Nacional

Por Nivaldo Souza - iG Brasília |

compartilhe

Tamanho do texto

Após ato pacífico ocorrido durante o dia, PMs reagiram contra grupo que jogou rojões e objetos nos seguranças

Policiais militares que cercam o Congresso Nacional na noite desta quarta-feira (26), começaram a revidar as provocações dos manifestantes. Após eles lançarem bombas contra o policiamento, a PM usou spray de pimenta diante de um manifestante mais exaltado. Em reação, outro grupo do protesto começou a lançar objetos contra os policiais.

Mais cedo: Em protesto, manifestantes chutam bolas contra o Congresso
BH: Manifestantes voltam às ruas e têm novo confronto com a PM
São Paulo: Manifestações fecham avenida Paulista e rua da Consolação

Após horas de protesto pacífico, manifestantes entraram em confronto com Polícia Militar na frente do Congresso. Foto: Pedro França/Futura PressManifestação em Brasília. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaPoliciais Militares fazem vistoria nos manifestantes em Brasília. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaPolícia Militar reforça policiamento em frente ao Congresso Nacional em Brasília. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaManifestantes caminham pelo centro de Brasília. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaManifestantes no centro de Brasília. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaManifestantes protestam no centro de Brasília. Foto: Nivaldo Souza/iG Brasília

Após ser alvo de provocações por 30 minutos, os policiais começaram a dispersar os grupo mais exaltados com bombas de gás lacrimogêneo e efieto moral. O grupo chegou a recuar, mas voltou a atacar os policiais.

Policiais do Batalhão de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam) fizeram ações no gramado do Congresso Nacional para afastar os manifestantes. Algumas pessoas foram presas.

A Polícia Militar do Distrito Federal estima que 5 mil se concentraram no gramado do Congresso.  Segundo um balanço inicail da Secretaria de Saúde, três policiais já foram atendidos com crise de hipertensão.

Leia tudo sobre: brasíliaprotestosmanifestaçãocongresso nacional

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas