Prefeito de BH promete "tolerância zero" contra novos atos de vandalismo

Por Nivaldo Souza - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Márcio Lacerda (PSB-MG) afirmou que a Polícia Militar deve ser mais rígida para garantir isolamento do estádio do Mineirão durante o jogo Brasil e Uruguai

A Polícia Militar (PM) de Minas Gerais pode endurecer na contenção de eventuais protestos que possam ocorrer nesta quarta-feira (26) no entorno do estádio do Mineirão, onde o Brasil joga contra o Uruguai na semi-final da Copa das Confederações. O prefeito de BH, Márcio Lacerda (PSB-MG), afirma que caso os manifestantes tentem ultrapassar o limite da zona de exclusão acertado com a Fifa a polícia deverá adotar uma postura "de tolêrancia zero". "Dentro dessa bela manifestação democrática, tem grupos com outros interesses", explicou. 

Hoje: Manifestantes fecham rodovias na região da Grande Belo Horizonte
Em Brasília: Dilma recebe MPL, governadores e prefeitos para discutir manifestações

Veja fotos dos protestos de sábado em Belo Horizonte:

Manifestação em Belo Horizonte reuniu 100 mil e acabou em confronto de manifestantes com a polícia. Foto: Futura PressManifestação em Belo Horizonte reuniu 100 mil e acabou em confronto de manifestantes com a polícia. Foto: Futura PressManifestação em Belo Horizonte reuniu 100 mil e acabou em confronto de manifestantes com a polícia. Foto: Futura PressProtestos em Belo Horizonte - Manifestantes se reuniram na Praça Sete de Setembro. Foto: Futura PressProtesto na Praça Sete em Belo Horizonte, MG, neste sábado (22), antes da partida entre Japão e México. Foto: Futura PressManifestantes levam cartazes contra corrupção. Foto: Futura PressProtestos em Belo Horizonte. Foto: Futura PressProtestos em Belo Horizonte. Foto: Futura PressManifestantes levam cartazes contra corrupção. Foto: Futura PressProtestos em Belo Horizonte. Foto: Futura PressPolícia acompanha protestos em Belo Horizonte. Foto: Futura Press

Segundo Lacerda, a PM mineira já identificou alguns manifestantes utilizando coletes metálicos por baixo das roupas para amortecer impacto de balas de borracha, o que de acordo com ele demonstra intenção de confronto com a polícia. A corporação já prendeu cerca de 500 manifestantes sobre acusação de vandalismo. "Acho que a polícia tem que prender mais", disse. Entre os presos, 32 permanecem detidos.

Sábado: Cem mil protestam em Belo Horizonte e caminham em direção ao Mineirão

O prefeito está em Brasília e participa de uma reunião com a presidente Dilma Rousseff para tratar da mobilidade urbana. "É uma oportunidade para passar a limpo vários assuntos da pauta dos manifestantes". Lacerda defende a instalação de uma nova Assembleia Constituinte para fazer a reforma política, um dos principais pontos de descontentamento dos manifestantes em todo o País.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas