Saldo de destruição do prédio é 60 vidraças quebradas e vidros pichados. Ministro Patriota condenou atos de depredação e organiza para as 17h um abraço simbólico ao palácio

Peritos da Polícia Federal realizaram análises técnicas no Palácio Itamaraty nesta manhã de sexta-feira para verificar danos, prejuízos e problemas causados por manifestantes que invadiram o prédio ontem (20). Eles chegaram ao local por volta das 8h.

Vídeos: 'Político precisa saber que não é imortal', diz manifestante de Brasília
Manifestantes colocam fogo no Palácio do Itamaraty e tentam invadir o prédio

Agentes da PF realizam perícia no Palácio do Itamaraty, alvo de depredações na noite de quinta-feira
Antonio Cruz/ABr
Agentes da PF realizam perícia no Palácio do Itamaraty, alvo de depredações na noite de quinta-feira

Os policiais registraram imagens de detalhes do prédio, analisaram os locais ocupados pelos manifestantes ontem e avaliaram eventuais prejuízos. O laudo técnico elaborado pode ser concluído em até cinco dias. Mas na tarde de hoje a direção-geral da Polícia Federal deve definir sobre a abertura de inquérito, segundo informou a assessoria do órgão.

Brasília: Polícia monitora cerca de 50 ‘laranjas podres’ em manifestação
Protesto na segunda: Mais de 5 mil protestam no DF e invadem o Congresso Nacional

Na quinta, alguns manifestantes ocuparam o espelho de água que fica em frente ao edifício, invadiram o prédio e houve um princípio de incêndio na parte externa. O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, lamentou o ocorrido e condenou o vandalismo.

Destruição

O saldo das depredações no Palácio Itamaraty é de 60 vidraças quebradas, vidros pichados, acúmulo de lixo e fios de eletricidade danificados. O acervo de obras do palácio não foi atingido. Patriota determinou ainda a adoção de medidas preventivas para evitar invasões e ações de vandalismo.

Às 15h, o ministro deve se reunir com integrantes de setores internos do Itamaraty e representantes do Gabinete de Segurança Institucional e do Ministério da Defesa para definição das normas.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, embaixador Tovar da Silva Nunes, disse que os manifestantes que invadiram o prédio ontem (20) correram o risco de ser eletrocutados pelo fato de os fios de alta-tensão terem sido danificados, na área próxima ao espelho d'água.

Uma das janelas da sala do porta-voz foi pichada com a seguinte inscrição: “Viva a Revolução”. Em apoio às manifestações pacíficas, o embaixador decidiu manter a pichação. “São legítimas e democráticas as manifestações. Mas o Itamaraty repudia os protestos que se transformam em arruaças e badernas”, disse Tovar.

Abraço ao palácio

Apesar dos danos causados no prédio principal do Itamaraty, os funcionários do Ministério das Relações Exteriores trabalham normalmente hoje. O porta-voz disse que houve “uma solidariedade muito grande” dos servidores.

Tanto é que Patriota organizou para as 17h um abraço simbólico ao Palácio Itamaraty em demonstração de respeito ao patrimônio histórico nacional.

*com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.