Ato em Vitória reúne 100 mil pessoas

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Tropa de Choque entrou em confronto com vândalos em frente ao Tribunal de Justiça

Agência Estado

Cerca de cem mil pessoas se reuniram em frente à Universidade Federal do Espírito Santo nesta quinta-feira, 20, para acompanhar os protestos em Vitória, de acordo com a Polícia Militar do Espírito Santo.

Leia também: Manifestantes colocam fogo no Itamaraty e tentam invadir o prédio

A segunda manifestação desta semana na capital capixaba deveria seguir um cronograma diferente da realizada na segunda-feira, quando 20 mil manifestantes atravessaram a Terceira Ponte em direção ao Município de Vila Velha e se reuniram próximos à Residência Oficial do governador para protestar. Desta vez, após deixar a Ufes, os manifestantes deveriam caminhar em direção ao Tribunal de Justiça, passando pela Assembleia Legislativa do Estado, mas boa parte das pessoas voltou a subir a ponte, dividindo o movimento.

Em frente ao TJ, um grupo de manifestantes, quebrou vidraças do prédio, soltou rojões e provocou um pequeno incêndio. Durante uma hora, a polícia não agiu e depois a Tropa de Choque entrou em ação e entrou em confronto com os manifestantes usando balas de borracha.

Manifestantes entram em confronto com a polícia no Rio de Janeiro. Foto: APManifestantes entram em confronto com a polícia no Rio. Foto: O DiaManifestante é ferido no sétimo dia de protestos em SP. Foto: DivulgaçãoManifestantes hostilizam partidos em sétimo dia de protestos em SP. Foto: APManifestantes tentam invadir a sede do Itamaraty em Brasília. Foto: ReutersManifestantes rasgam bandeira do PT durante protesto na Avenida Paulista. Foto: Futura PressCartazes pedem fim da PEC 37 que limita poder de investigação do Ministério Público. Foto: Futura PressManifestantes durante sétimo dia de protestos em SP. Foto: Futura PressManifestação reúne milhares de pessoas em São Paulo. Foto: Futura PressManifestantes ateiam fogo no Palácio do Itamaraty em protesto que reuniu 20 mil em Brasília. Foto: ReproduçãoManifestantes colocam fogo no Palácio do Itamaraty em protesto que reuniu mais de 20 mil. Foto: ReproduçãoManifestantes saíram às ruas em Ribeirão Preto. Foto: Futura PressManifestante com capuz preto participa de manifestação em Porto Alegre, RS. Foto: Futura PressManifestantes entram em confronto com a polícia em Brasília. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABrManifestantes entram em confronto com a polícia em Brasília. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABrManifestantes entram em confronto com a polícia em Brasília. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABrManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaManifestantes entram em confronto com policiais durante protesto no centro do Rio de Janeiro  . Foto: O DiaProtesto contra o aumento do valor das passagens de ônibus, trens e metrô, em Curitiba (PR). Além das passagens, diversas outras causas estão  reivindicadas . Foto: Daniel Castellano/GAZETA DO POVO/Futura PressProtesto contra o aumento do valor das passagens de ônibus, trens e metrô, em Curitiba (PR). Além das passagens, diversas outras causas estão  reivindicadas . Foto: Daniel Castellano/GAZETA DO POVO/Futura PressManifestantes tentam invadir Prefeitura de Campinas,no interior de São Paulo. Foto: Futura PressManifestantes ocupam as ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/ABrManifestantes ocupam as ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/ABrManifestantes ocupam as ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/ABrManifestantes ocupam as ruas do centro do Rio de Janeiro. Foto: Tomaz Silva/ABrMais de 20 mil manifestantes estão em frente ao Planalto, em Brasília. Foto: BSB Valter Campanato ABrMais de 20 mil manifestantes estão em frente ao Planalto, em Brasília. Foto: BSB Valter Campanato ABrMais de 20 mil manifestantes estão em frente ao Planalto, em Brasília. Foto: BSB Valter Campanato ABrCerca de 20 mil pessoas protestam em frente ao Congresso Nacional. Foto: Agência BrasilTeresina, capital do Piauí, também é palco de manifestações. Foto: Raoni Barbosa/Futura PressManifestantes vão às ruas em Recife com bandeiras contra a corrupção, contra a PEC 37 e diversas outros pedidos. Foto: Leia JáManifestantes vão às ruas em Recife com bandeiras contra a corrupção, contra a PEC 37 e diversas outros pedidos. Foto: Leia JáManifestantes vão às ruas em Recife com bandeiras contra a corrupção, contra a PEC 37 e diversas outros pedidos. Foto: Leia JáManifestantes vão às ruas em Recife com bandeiras contra a corrupção, contra a PEC 37 e diversas outros pedidos. Foto: Leia JáManifestantes vão às ruas de Recife com bandeiras contra a corrupção, contra obras da copa, pedindo mais investimentos em Saúde e Educação, entre outros pedidos. Foto: Flavio Alves/AImagemFutura PressManifestantes vão às ruas de Recife com bandeiras contra a corrupção, contra obras da copa, pedindo mais investimentos em Saúde e Educação, entre outros pedidos. Foto: Flavio Alves/AImagemFutura PressManifestantes vão às ruas de Recife com bandeiras contra a corrupção, contra obras da copa, pedindo mais investimentos em Saúde e Educação, entre outros pedidos. Foto: Flavio Alves/AImagemFutura PressManifestantes vão às ruas em Fortaleza (CE). Foto: Roberto Vazquez/Futura PressManifestantes vão às ruas em Fortaleza (CE). Foto: Roberto Vazquez/Futura PressManifestantes vão às ruas em Fortaleza (CE). Foto: Roberto Vazquez/Futura PressManifestantes voltam às ruas no DF com bandeiras contra a PEC 37, "Fora Renan", contra obras da Copa e outras bandeiras. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaManifestantes voltam às ruas no DF com bandeiras contra a PEC 37, "Fora Renan", contra obras da Copa e outras bandeiras. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaManifestantes voltam às ruas no DF com bandeiras contra a PEC 37, "Fora Renan", contra obras da Copa e outras bandeiras. Foto: Nivaldo Souza/iG BrasíliaMesmo após a redução da tarifa de ônibus, manifestantes voltam às ruas no Rio de Janeiro contra várias outras bandeiras como a aprovação da PEC 37 e a corrupção  . Foto: Celso Barbosa/Futura PressMesmo após a redução da tarifa de ônibus, manifestantes voltam às ruas no Rio de Janeiro contra várias outras bandeiras como a aprovação da PEC 37 e a corrupção  . Foto: Murilo Rezende/Futura PressManifestantes vão às ruas em Salvador contra o aumento da tarifa de ônibus e várias outras bandeiras como a aprovação da PEC 37 e a corrupção  . Foto: Bahia Raul Golinelli/Futura PressManifestantes vão às ruas em Belém (PA) contra o aumento da passagem de ônibus e contra várias outras bandeiras como a cura gay e a corrupção  . Foto: Igor Mota/Futura PressManifestantes vão às ruas em Belém (PA) contra o aumento da passagem de ônibus e contra várias outras bandeiras como a cura gay e a corrupção  . Foto: Igor Mota/Futura PressManifestantes vão às ruas em Belém (PA) contra o aumento da passagem de ônibus e contra várias outras bandeiras como a cura gay e a corrupção  . Foto: Igor Mota/Futura PressManifestantes vão às ruas em Belém (PA) contra o aumento da passagem de ônibus e contra várias outras bandeiras como a cura gay e a corrupção  . Foto: Igor Mota/Futura Press


O aumento das tarifas do transporte público foi pauta de protesto há dois anos em Vitória, onde o Movimento Passe Livre (MPL) também saiu vitorioso com a concessão do benefício a todos os estudantes da rede pública e revogação dos aumentos exercidos na época.

O líder das manifestações de 2011, Gustavo de Biase, ressaltou a importância de um movimento sem cunho partidário e demonstrou apoio à manifestação: "Enxergo com muito otimismo o movimento, mas sou apenas mais um na multidão." Falando sobre as motivações do protesto, Biase é categórico ao dizer que a maior pauta é a indignação do povo e completa dizendo que "ainda é preciso montar comissões representativas do movimento. Mas o mais importante é ver o povo nas ruas."

Além do Movimento Passe Livre, representantes do movimento LGBT e contrários à PEC 37, que diminuiria o poder de investigação do Ministério Público, se reuniram à caminhada que ocorreu pacificamente. De acordo com Antônio Lopes, do movimento LGBT do Espírito Santo, este é um movimento histórico e que abraça todas as lutas: "Me sinto totalmente representado pelas manifestações e, ao mesmo tempo, me sinto lutando por todas as causas aqui levantadas", comentou.

De acordo com a página do evento no Facebook, o movimento ainda sem pauta de protesto definida, deve se reunir no próximo sábado para tentar pontuar as causas das manifestações que, neste momento, seguem uma pauta nacional que prevê o combate à criminalização de movimentos sociais, abuso de poder por parte da Polícia Militar e apoio às demais capitais que sofreram aumento nas passagens de ônibus.

Leia tudo sobre: protestosMPLMovimento Passe Livre

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas