Movimento defende a autonomia da mulher sobre o próprio corpo e a negação da culpa da vítima em casos de violência doméstica e sexual

A 3ª Marcha das Vadias em Goiânia foi realizada na manhã deste sábado (8), nas ruas do centro da capital de Goiás. O movimento defende a autonomia da mulher sobre o próprio corpo e a negação da culpa da vítima em casos de violência doméstica e sexual.

Leia mais: 
Marcha das Vadias reúne cerca de mil pessoas em SP e pede o 'fim do silêncio'

Manifestações ocorreram no mês passado em outras capitais do País. Como em outras marchas, a passeata em Goiânia teve como tema “Quebre o silêncio”,  incentivando mulheres a denunciar seus agressores e com isto interromper o ciclo de silêncio que perpetua a violência.

SP, MG, PE e SC : Veja imagens da manifestação em outras cidades

A manifestação tem origem no “Slut Walk”, um protesto mundial que começou após um policial, no Canadá, dizer que, para evitar estupros, as mulheres deveriam deixar de se "vestir como vadias".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.