Governo confirma MP para diminuir impostos do transporte público

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Medida provisória permitiu que o reajuste das passagens em São Paulo fossem menor o a inflação no período

Agência Estado

Futura Press
Medida permitiu que passagem em SP subisse R$ 0,20 após dois anos e meio sem aumentar

O governo irá publicar, nos próximos dias, uma Medida Provisória retirando a cobrança de PIS e Cofins sobre as passagens de empresas de transporte coletivo, incluindo ônibus, metrô e trens, segundo informou, nesta quinta-feira (23), o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Leia também: Tarifas de ônibus, trem e Metrô vão subir para R$ 3,20 em São Paulo em junho

A medida é uma tentativa de evitar um reajuste maior das tarifas de ônibus, trens e metrô em capitais como São Paulo e Rio de Janeiro pressione a inflação. Por conta da medida, o reajuste das passagens em São Paulo, anunciado nesta quarta-feira (22), foi menor que a inflação. O reajuste no Rio deve ser anunciado nos próximos dias.

O reajuste das tarifas está previsto para entrar em vigor em 1º de junho, depois de uma negociação do governo federal com essas prefeituras, no início do ano, para que a correção do preço das passagens fosse adiado para a metade do ano.

Leia tudo sobre: passagens de ônibustransporte públicoigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas