No fim de semana os rumores do fim do programa levaram milhares de pessoas a realizarem saques em todo o País. O tumulto fez com que a Caixa liberasse o adiantamento do benefício

Agência Estado

Clientes se aglomeram na frente de uma agência da Caixa em Nova Iguaçu, RJ
Futura Press
Clientes se aglomeram na frente de uma agência da Caixa em Nova Iguaçu, RJ

A Polícia Federal instaurou nesta segunda-feira (20), no Distrito Federal, inquérito para apurar os boatos segundo os quais o Bolsa Família, programa de transferência de renda do governo federal, iria acabar. A PF informou que inicialmente ouvirá as primeiras pessoas que sacaram os benefícios nos Estados do Nordeste.

Entenda o caso: Governo desmente suspensão do programa Bolsa Família

No sábado (18) e no domingo (19) os rumores do fim do Bolsa Família levaram milhares de pessoas a realizarem saques. O tumulto fez com que a Caixa liberasse o adiantamento do benefício, embora no fim de semana estivesse previsto o pagamento apenas para os beneficiários portadores do cartão terminados em 1.

Leia também: 'É absurdamente desumano', diz Dilma sobre boato de fim do Bolsa Família

Hoje, no entanto, o banco já deixou de permitir o adiantamento e as pessoas só podem receber de acordo com o calendário originalmente previsto.De acordo com o banco, R$ 152 milhões em benefícios do Bolsa Família foram sacados em todo o Brasil no final de semana. 

Ainda segundo o banco, responsável por repassar o benefício, foram registrados 920 mil saques entre no fim de semana. Os rumores lotaram, no fim de semana, as agência da instituição nas capitais do Nordeste, além de Manaus, Belém e Rio.

Mais de R$ 150 milhões do Bolsa-Família foram sacados no fim de semana

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, precisou desmentir o boato no domingo (19). A população também correu aos caixas por causa de uma outra informação falsa, de acordo com a qual haveria um pagamento extra do Bolsa-Família, no valor de R$ 200, em razão do Dia das Mães.

"Desumano"

A presidente Dilma Rousseff criticou , em Ipojuca (PE), durante cerimônia que marca o início das operações do petroleiro “Zumbi dos Palmares”, o boato envolvendo a suspensão do programa. "É absurdamente desumano o autor desse boato. E é criminoso também", afirmou a presidente.

Dilma reiterou a posição do governo com o programa social. "Deixo claro aqui o compromisso do meu governo com o Bolsa Família. Não abriremos mão do Bolsa Família, como não abriremos mão do nosso compromisso com o conteúdo nacional para a indústria naval", disse.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.