Polícia Federal abre inquérito para apurar boatos do Bolsa Família

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

No fim de semana os rumores do fim do programa levaram milhares de pessoas a realizarem saques em todo o País. O tumulto fez com que a Caixa liberasse o adiantamento do benefício

Agência Estado

Futura Press
Clientes se aglomeram na frente de uma agência da Caixa em Nova Iguaçu, RJ

A Polícia Federal instaurou nesta segunda-feira (20), no Distrito Federal, inquérito para apurar os boatos segundo os quais o Bolsa Família, programa de transferência de renda do governo federal, iria acabar. A PF informou que inicialmente ouvirá as primeiras pessoas que sacaram os benefícios nos Estados do Nordeste.

Entenda o caso: Governo desmente suspensão do programa Bolsa Família

No sábado (18) e no domingo (19) os rumores do fim do Bolsa Família levaram milhares de pessoas a realizarem saques. O tumulto fez com que a Caixa liberasse o adiantamento do benefício, embora no fim de semana estivesse previsto o pagamento apenas para os beneficiários portadores do cartão terminados em 1.

Leia também: 'É absurdamente desumano', diz Dilma sobre boato de fim do Bolsa Família

Hoje, no entanto, o banco já deixou de permitir o adiantamento e as pessoas só podem receber de acordo com o calendário originalmente previsto.De acordo com o banco, R$ 152 milhões em benefícios do Bolsa Família foram sacados em todo o Brasil no final de semana. 

Ainda segundo o banco, responsável por repassar o benefício, foram registrados 920 mil saques entre no fim de semana. Os rumores lotaram, no fim de semana, as agência da instituição nas capitais do Nordeste, além de Manaus, Belém e Rio.

Mais de R$ 150 milhões do Bolsa-Família foram sacados no fim de semana

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, precisou desmentir o boato no domingo (19). A população também correu aos caixas por causa de uma outra informação falsa, de acordo com a qual haveria um pagamento extra do Bolsa-Família, no valor de R$ 200, em razão do Dia das Mães.

"Desumano"

A presidente Dilma Rousseff criticou , em Ipojuca (PE), durante cerimônia que marca o início das operações do petroleiro “Zumbi dos Palmares”, o boato envolvendo a suspensão do programa. "É absurdamente desumano o autor desse boato. E é criminoso também", afirmou a presidente.

Dilma reiterou a posição do governo com o programa social. "Deixo claro aqui o compromisso do meu governo com o Bolsa Família. Não abriremos mão do Bolsa Família, como não abriremos mão do nosso compromisso com o conteúdo nacional para a indústria naval", disse.



 

Leia tudo sobre: POLÍTICABolsa famíliaboatosfimprograma socialDilma Rousseffrumores

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas