Papa Francisco confirma visita ao Complexo de Manguinhos, no Rio, e ida a Basílica de Aparecida, em São Paulo. Pontífice ficará no Brasil do dia 22 a 28 de julho

Papa Francisco será recebido pela presidente Dilma Rousseff no aeroporto do Galeão, no Rio
Divulgação
Papa Francisco será recebido pela presidente Dilma Rousseff no aeroporto do Galeão, no Rio

O Vaticano divulgou nesta terça-feira a agenda oficial do papa Francisco para a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, que acontecerá de 22 a 28 de julho. Entre os locais que o pontífice visitará estão a comunidade de Varginha, no Complexo de Manguinhos, zona norte do Rio e a Basílica de Aparecida , no interior de São Paulo. Veja a programação completa divulgada pelo Vaticano:

22 de julho

O papa chega ao Rio de Janeiro na tarde de segunda-feira (22 de julho), sendo recebido no Aeroporto Internacional do Galeão/Antonio Carlos Jobim pela presidente Dilma Rousseff; pelo Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta; pelo Arcebispo de Aparecida e Presidente da CNBB, Cardeal Raymundo Damasceno Assis; pelo governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; e pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

No aeroporto não serão realizadas formalidades particulares e não serão pronunciados discursos. A cerimônia de boas-vindas será realizada no Palácio Guanabara. O pontífice se deterá por alguns minutos na sala presidencial do aeroporto, enquanto a comitiva toma o seu lugar nos veículos do cortejo papal.

Papa diz a Dilma que visitará Rio e Aparecida
Papa diz estar 'ansioso' para visitar Rio de Janeiro em julho
No Vaticano:  Dilma assiste à missa inaugural do papa Francisco 

O papa Francisco deixará o aeroporto de papamóvel em direção ao Palácio Guanabara, sede oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro, onde será realizada a cerimônia de boas-vindas; presentes os mais altos cargos do Estado, o corpo diplomático e algumas centenas de convidados institucionais.

Na ocasião, estarão presentes os mais altos cargos do Estado, o Corpo Diplomático e algumas centenas de convidados institucionais. Além da execução dos hinos e honras militares, os discursos da presidente Dilma e do papa; em seguida a apresentação das duas delegações (brasileira e vaticana).

Após a cerimônia, Dilma acompanha o papa até a Sala Verde do primeiro andar, onde serão realizados os encontros privados com o governador do Estado e prefeito do Rio para apresentação das famílias. Papa deixará o Palácio Guanabara em direção ao Sumaré, onde será a sua residência durante a permanência no Rio de Janeiro.

23 de julho

A terça-feira, dia 23, será estritamente privada até a manhã de quarta-feira, 24 de julho.

24 de julho

Na quarta-feira (24), às 8h15, o papa deixará o Rio de helicóptero e irá até Aparecida para venerar a imagem de Nossa Senhora no Santuário Nacional e celebrará a Santa Missa.
Francisco será acolhido pelo Arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis e pelo Reitor do Santuário, padre Domingos Sávio da Silva. O pontífice almoçará no Seminário Bom Jesus, retornando depois ao Rio de Janeiro.

Leia também: Saiba mais sobre as vestimentas do papa
Operação do Bope:  Ocupação para nova UPP no Cerro-Corá entra “na conta do papa”

No final da tarde, no Rio, o papa visitará o Hospital São Francisco de Assis. O hospital dedica-se à recuperação dos dependentes da droga e do álcool, seja na assistência médica-cirúrgica, assegurada gratuitamente aos indigentes, com cerca de 500 leitos. Está previsto um discurso do Papa. No início da noite, Francisco retornará ao Sumaré onde irá jantar de forma privada e onde pernoitará.

25 de julho

Na quinta-feira (25), o papa celebrará no início da manhã a Santa Missa em privado na residência do Sumaré. Às 9 horas, ele deixará o Sumaré em direção ao palácio da cidade, onde receberá das mãos de Eduardo Paes as chaves da cidade e irá abençoar as bandeiras oficiais dos Jogos Olímpicos e paraolímpicos. Por volta das 10 horas, deixará o Palácio da Cidade e se dirigirá à Comunidade da Varginha – Manguinhos, para uma visita.

Dilma cumprimenta papa após missa inaugural na Basílica de São Pedro (arquivo)
Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma cumprimenta papa após missa inaugural na Basílica de São Pedro (arquivo)

A Comunidade da Varginha faz parte de uma ampla favela "pacificada" em virtude do programa de recuperação realizado pelas autoridades brasileiras. O papa será acolhido pelo pároco, pelo vice-pároco, pelo vigário episcopal e pela superiora das Irmãs da Caridade.

Logo em seguida se dirigirá para a pequena igreja dedicada a São Jerônimo Emiliano onde encontrará alguns membros da comunidade paroquial. Na Paróquia, após um momento de oração, será abençoado o novo altar e o papa oferecerá um presente à comunidade. Francisco se dirigirá depois ao campo de futebol, onde estará reunida a comunidade.

Ao longo do percurso (cerca 100 metros) visitará a casa de uma família da comunidade. Ali o papa fará um discurso. Ao fim, retorna ao Sumaré para o almoço em privado. Ele sairá na parte da tarde, por volta das 17h, para a praia de Copacabana onde terá lugar a Festa da Acolhida aos jovens participantes da JMJ.

O ato está previsto na forma de Celebração da Palavra. O papa fará um discurso e abençoará os jovens. Retornará depois ao Sumaré onde pernoitará.

26 de julho

Na sexta-feira de manhã, dia 26, ocorre uma Santa Missa em privado na residência do Sumaré. Em seguida, irá se deslocar em automóvel até Quinta da Boa Vista onde, às 10 horas, irá confessar cinco jovens provenientes dos cinco continentes.

Após as confissões, Francisco se transferirá para o Palácio São Joaquim, residência do Arcebispo do Rio, o qual acolhe o papa na entrada principal. O papa então irá se encontrar em forma reservada cinco jovens detentos. Presentes também alguns assistentes acompanhantes dos jovens detentos.

Eleição do papa: Argentino Bergoglio é eleito papa e adota nome de Francisco

Em seguida, o papa e o arcebispo se dirigirão ao primeiro andar para visitar a capela onde encontrará as irmãs que trabalham na residência. Às 12h, papa do balcão do palácio rezará a oração do Angelus. Após isso, encontrará os 20 membros do Comitê Organizador e os 10 grandes patrocinadores-benfeitores da JMJ para uma saudação. Não estão previstos discursos.

No salão redondo, no primeiro andar do arcebispado, Francisco almoçará com S.E. Dom Tempesta e com 12 jovens de várias nacionalidades: um jovem e uma moça de cada um dos continentes mais um jovem e uma moça de nacionalidade brasileira. O almoço terá a duração de 1h. Após o almoço, papa retornará ao Sumaré.

No final da tarde, às 17h, retorna para a praia de Copacabana para a Via Sacra com os jovens. O papa, depois de introduzir o ato litúrgico, acompanhará do palco o desenvolvimento da Via Sacra, e ao término pronunciará a sua alocução e concluirá a oração. Depois retornará ao Sumaré onde pernoitará.

27 de julho

No sábado de manhã (dia 27), papa Francisco irá à Catedral da cidade onde celebrará a Santa Missa, às 9 horas, com os bispos da JMJ, com sacerdotes, religiosos e seminaristas. Já no Teatro Municipal, às 11h30, papa encontrará a classe dirigente do Brasil; presentes políticos, diplomatas, expoentes da sociedade civil, empresários, pessoas do mundo da cultura e representantes das maiores comunidades religiosas do país. Ele fará um discurso.

Na conclusão, o pontífice retornará ao Sumaré onde irá almoçar com os Cardeais do Brasil, a Presidência da CNBB, os bispos da região e a comitiva papal. No início da noite, por volta das 18h15, papa deixa o Sumaré em direção do Campus Fidei de Guaratiba onde será realizada a Vigília de Oração com os jovens.

O encontro com os jovens terá lugar em uma área campestre denominada Campus Fidei, preparada para a ocasião pelas autoridades locais, e que pode conter mais de dois milhões de pessoas. O encontro será na forma de uma Liturgia da Palavra, com testemunhos e perguntas de cinco jovens ao Santo Padre; respostas e discurso do Santo Padre; orações e cantos; troca de presentes e benção. Os jovens dormirão no Campus Fidei, esperando a missa do dia seguinte.

28 de julho

No domingo, dia 28, Francisco deixará novamente o Sumaré, às 8h20, em direção a Guaratiba. Durante o deslocamento, o helicóptero do Santo Padre sobrevoará a célebre estátua do Cristo Redentor que do alto do Corcovado abraça a cidade do Rio. 

Um cinegrafista do Vaticano estará abordo do helicóptero e transmitirá as imagens ao vivo através do host broadcaster. Às 10 horas, terá início a Missa de Envio da JMJ Rio 2013. Prevista a presença da Presidente da República. 

A Celebração terminará com o discurso de S.E.Card.Rylko; Angelus do Santo Padre; e anúncio da sede e do ano onde se realizará a sucessiva JMJ. Papa retornará ao Sumaré onde irá almoçar com a Comitiva papal. Ainda em sua residência, às 16h, Francisco encontrará o Comitê de Coordenação do CELAM, Conselho Episcopal Latino-Americano.

O Comitê de coordenação do Celam é composto por cerca 45 bispos, que iniciarão as sessões de trabalho na segunda-feira, dia 29 de julho. Depois de se despedir do pessoal da residência do Sumaré, pontífice se dirigirá ao Rio Centro onde encontrará cerca de 15 mil voluntários da JMJ. O papa fará a eles um discurso.

Às 18h30, está marcada a cerimônia de despedida no aeroporto Galeão/Antonio Carlos Jobim. Francisco será acolhido no pavilhão de honra Marechal Trompowski de Almeida pela presidente Dilma Rousseff. Serão realizados novos discursos presidente e do papa. Francisco de despedirá de Dilma nas escadas do avião. A partida para Roma está prevista para 19h e a chegada a Roma, 11h30 da manhã, hora italiana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.