PF prende acusados de tráfico que eram donos de clínica para dependentes em GO

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a Polícia Federal, além de importar clandestinamente drogas sintéticas da Holanda, grupo era proprietário de uma clínica particular para o tratamento de dependentes

Agência Estado

A Polícia Federal em Goiás realizou, na manhã desta quinta-feira (18), uma operação contra o tráfico internacional de drogas sintéticas e de produtos químicos. Oito mandados de prisão e sete de busca e apreensão são cumpridos em quatro Estados (Bahia, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro).

Leia também: País tem 2,6 milhões de usuários de crack e cocaína
Operação da Polícia Federal contra tráfico prende cinco em Estados do Nordeste

Segundo as investigações da PF, a quadrilha importava clandestinamente, de países como o Paraguai, produtos químicos que eram remetidos para a Holanda, onde as drogas sintéticas eram fabricadas e reenviadas aos traficantes brasileiros. Aqui, as drogas eram revendidas em Goiás, Minas Gerais, Bahia e São Paulo.

Não satisfeito com o lucro do tráfico, o grupo abriu uma clínica particular para o tratamento de dependentes de droga em Itumbiara (GO). Atualmente, o local está interditado pela Vigilância Sanitária do Município.

Desde janeiro de 2012, as investigações já tinham levado à prisão de três pessoas, entre elas o líder da organização criminosa, e a algumas das maiores apreensões de drogas sintéticas já realizadas pela Polícia Federal.

Em novembro do ano passado, a PF encontrou 50.000 comprimidos de ecstasy no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Em agosto, os policiais já tinham apreendido 28.000 comprimidos da droga no Aeroporto de Guarulhos (SP). Com a prisão do líder do grupo, em janeiro deste ano, foram recolhidos mais 4.500 micropontos de LSD.

Leia tudo sobre: polícia federalpfdrogas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas