Guarda Municipal divulga imagens da prisão de skinhead no interior de SP

Por iG São Paulo * | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Antônio Donato Baudson Peret, 24 anos, foi detido em Americana (SP). Ele é acusado de apologia ao nazismo e tinha contra ele um mandado de prisão expedido em Minas Gerais

A Guarda Civil de Americana divulgou imagens da prisão do auxiliar de ourives Antônio Donato Baudson Peret, 24 anos, detido no domingo (14), em Americana, no interior de São Paulo. Ele é acusado de apologia ao nazismo e tinha contra ele um mandado de prisão expedido a pedido da Delegacia Especializada de Investigações de Crimes Cibernéticos (DEICC), de Minas Gerais. Donato ficou conhecido depois de postar uma foto dele na internet tentando enforcar um morador de rua em Belo Horizonte.

O skinhead foi preso pela Guarda Municipal de Americana na rodoviária, quando chegava de São Paulo, com a namorada, que conheceu pela internet. Segundo a polícia, ele estava hospedado em um hotel da cidade desde quinta-feira passada, onde morava sua companheira.

Ao ser preso, policiais de Minas e equipes da GM encontraram em uma mochila do acusado um soco inglês, uma faca e um facão. Ele vai responder por apologia ao crime, com os agravantes de racismo e nazismo e formação de quadrilha.

Outras duas pessoas que teriam ligação com o acusado foram presas em Belo Horizonte, Marcus Cunha, de 26 anos, e João Moura, de 20 anos. Peret foi encaminhado na segunda-feira (15) para a capital mineira. A namorada foi ouvida no domingo, em Americana, e liberada.

Intolerância

No dia 5 de abril, o acusado, identificado na rede social como Donato di Mauro, colocou a imagem em que aparece enforcando com uma corrente um morador de rua e escreveu na legenda: "Quer fumar kraquinho? (Sic) Em meio a praça pública cheio de criança? Acho que não".

Ele também é investigado nos casos de trotes racistas e que faziam apologia a Adolf Hitler na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Peret já responde por outros processos de agressão, um de um menor, em abril de 2011, e outro de um casal gay, também em 2011.

*Com informações da Agência Estado 

 

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas