Senado avança na proposta que torna crime a venda de bebidas a menores

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Caso texto seja aprovado, passa a ser crime punido com reclusão de dois a quatro anos, vender, fornecer, servir ou entregar bebida alcoólica para crianças ou adolescentes

Agência Brasil

Photo Illustration by Joe Raedle/Getty Images
Intenção é eliminar as dúvidas sobre se o ato deve ser tratado como 'contravenção' ou 'crime'

O Senado avançou nesta quarta-feira (10) na criminalização da venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos. Pelo Projeto de Lei do Senado (PLS 508/2011), passa a ser crime punido com reclusão de dois a quatro anos, vender, fornecer, servir ou entregar bebida alcoólica para crianças ou adolescentes.

O texto aprovado hoje pela Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Casa também fixa multa de R$ 3 mil a R$ 10 mil para os estabelecimentos comerciais que descumprirem a lei. Caso a multa não seja paga, o projeto prevê que o estabelecimento fique interditado até a quitação dos débitos.

Segundo o relator da proposta, senador Humberto Costa (PT-PE) a proposta resolve uma controvérsia jurídica, já que exclui o tema da Lei das Contravenções Penais. Com isso, a intenção é eliminar as dúvidas sobre se o ato deve ser tratado como 'contravenção' ou 'crime'.

Vídeo: São Paulo vai fiscalizar venda de bebida alcóolica para menores

Leia mais: Lei antiálcool começa punir o consumo de bebida por menor em São Paulo

O projeto já foi aprovado na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado. Antes de seguir para a Câmara dos Deputados, a proposta ainda precisa passar por mais um turno de votação na CCJ.

Leia tudo sobre: Senadopropostacrimevende de bebidas para menorescadeiapena

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas