Governo estuda repasse direto da União para municípios atingidos pela seca

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Ministra Ideli Salvatti informou nesta quarta-feira que Dilma deve anunciar novas medidas ao chegar da Itália. Prefeitos afirmar ter dificuldades para obter recursos que são repassados

Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff deve anunciar novas medidas para o socorro às cidades nordestinas atingidas pela seca na próxima semana, disse há pouco a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, durante entrevista ao programa Bom Dia, Ministro. Entre as medidas que deverão ser anunciadas em viagem de Dilma ao Nordeste, estão a liberação de mais recursos e o repasse direto do governo federal para as prefeituras.

Pedro Oliveira/Tribuna da Bahia
Milhares de animais já morreram por falta de água na região sisaleira da Bahia

Mais: Em 20 anos, secas e enchentes afetaram 86 milhões de brasileiros

“Provavelmente, na chegada da presidenta Dilma [da Itália], algumas medidas devem ser anunciadas. Poderão ser nas duas pontas: tanto de gestão, como de mais recursos. Isso tudo está subordinado às conversas que teremos ao longo do dia de hoje e à chegada da presidenta Dilma”, disse a ministra, durante o programa de rádio, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a Empresa Brasil de Comunicação.

De acordo com Ideli, parlamentares dos Estados do Nordeste estarão reunidos hoje (20) com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e com ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, para relatar as dificuldades que os prefeitos estão tendo para obter os recursos repassados pelo governo federal para o enfrentamento da seca.

Rio de Janeiro: Sobe o número de mortos em Petrópolis
São Paulo: Rio-Santos é parcialmente liberada após quase oito horas de interdição
Bahia: Seca devasta a região sisaleira na Bahia

“O ministro da Integração Nacional está dizendo que uma das questões que eles [os prefeitos] mais estão reclamando é que os recursos, que foram repassados para os governos estaduais, estão tendo execução muito lenta, dificuldade para a perfuração dos poços e para a contratação dos caminhões-pipa”, relatou Ideli.

Segundo a ministra, uma das alternativas que podem ser adotadas pelo governo seria o repasse direto da União para as prefeituras por meio do cartão da Defesa Civil. “É uma situação que temos que compensar, uma situação crítica de falta de água, para que os municípios tenham condição de enfrentar esse desastre natural”, reforçou Ideli.

Leia tudo sobre: secadilma rousseffrepasse a municípiosnordeste

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas