Problema em metrô do Distrito Federal provoca pânico entre passageiros

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Dois trens pararam bruscamente em Taguatinga; passageiros permaneceram ao menos 30 minutos fechados no interior dos vagões com o ar condicionado desligado

Agência Brasil

Problemas técnicos fizeram com que dois trens do metrô do Distrito Federal (DF) lotados de passageiros parassem bruscamente durante a viagem, na manhã desta sexta(8). Segundo o Metrô-DF, os dois trens perderam a tração quase que simultaneamente. A causa do problema ainda não foi identificada.

O problema ocorreu por volta das 8h. Os dois trens seguiam da região administrativa de Ceilândia (DF) para a região central de Brasília, o chamado Plano Piloto, e pararam entre as estações Centro Metropolitano e Concessionárias, em Taguatinga, outra cidade do Distrito Federal. O Metrô-DF informou que os dois trens ficaram parados por 48 minutos, mas que a situação já foi normalizada. Além disso, a companhia informou que as duas composições seguiam a uma distância segura no momento do incidente. Normalmente, os trens da linha circulam com uma distância de sete minutos.

Como de costume, no horário, os dois trens estavam cheios de passageiros. Segundo a assessoria do metrô, os usuários permaneceram ao menos 30 minutos fechados no interior dos vagões. Alguns deles ligaram de seus próprios celulares para a companhia, cujas atendentes tentaram tranquilizá-los, afirmando que a situação logo seria normalizada.

Com o ar-condicionado desligado e sem receber informações, alguns passageiros entraram em pânico, quebraram janelas e forçaram a abertura das portas para sair. O Centro de Controle do Metrô desligou a energia dos trilhos para evitar acidentes.

De acordo com a assessoria do Corpo de Bombeiros, ao menos 15 pessoas foram atendidas sem gravidade. Algumas delas, por precaução, chegaram a ser levadas para hospitais próximos. O atendimento que gerou maior cuidado foi o dado a uma mulher grávida de cinco meses, que se sentiu mal, mas já passa bem.

Ao menos 13 viaturas de salvamento e ambulâncias do Corpo de Bombeiros, além de três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foram deslocadas para o local. O tráfego de veículos pelas vias próximas à estação Centro Metropolitano chegou a ser interditado pelo Departamento de Trânsito (Detran) e pela Polícia Militar, provocando grande congestionamento nas proximidades.

Leia tudo sobre: metrodfbrasíliatransporte público

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas