Detido confessou que ganhou R$ 100 para atirar contra posto da Guarda Civil. Secretaria de Segurança registrou quatro novos ataques no Estado entre domingo (3) e hoje

Agência Brasil

A Polícia Militar de Santa Catarina informou que prendeu o autor do ataque à base da Guarda Municipal de São José, cidade que faz parte da Grande Florianópolis, nesta segunda-feira. O homem foi preso em um hospital, após ser baleado em um confronto com policiais e revelou ter recebido R$ 100 para atirar.

Leia mais: Santa Catarina ainda não solicitou ajuda à Força Nacional
Violência: Uma pessoa é morta e 5 veículos são queimados em Santa Catarina

Das 18h de ontem (3) às 7h de hoje, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) registrou quatro episódios ligados à onda de violência no Estado . Nos outros três casos, ninguém foi preso até agora. Na avenida Santa Catarina, no bairro Estreito, em Florianópolis, por volta das 22h, dois homens tentaram incendiar a garagem da Empresa de Transporte Coletivo Emflotur, mas o artefato não explodiu e os criminosos fugiram.

Relembre: Ordem de ataques em Santa Catarina saiu de presídios, dizem autoridades

Na cidade de Itajaí, de acordo com a Polícia Militar, um homem que usava touca disparou quatro tiros contra um ônibus e fugiu a pé. Os disparos acertaram a traseira do ônibus, não deixaram feridos. Em Navegantes, dois homens incendiaram um ônibus de transporte coletivo no bairro Meia Praia. O Corpo de Bombeiros controlou o fogo e não houve vítimas. Os autores do atentado não foram localizados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.