Em menos de uma semana, Estado é palco de onda de violência com 43 atentados em 14 municípios; Ministério da Justiça (MJ) aguarda pedido formal do governo para enviar reforço

Agência Estado

Apesar dos 43 atentados registrados em Santa Catarina em menos de uma semana, o governo estadual ainda não solicitou ajuda da Força Nacional para conter a onda de ataques que já atingiram 14 municípios catarinenses.

Violência: Uma pessoa é morta e 5 veículos são queimados em Santa Catarina

Linhas de ônibus em Florianopólis saíram na noite de sábado com escolta da PM. Terminais ficaram fechados após 22h
Futura Press
Linhas de ônibus em Florianopólis saíram na noite de sábado com escolta da PM. Terminais ficaram fechados após 22h

Relembre: Ordem de ataques em Santa Catarina saiu de presídios, dizem autoridades

O Ministério da Justiça (MJ) aguarda um pedido formal do governador Raimundo Colombo para o envio de soldados de elite, da Força Nacional, para ajudar os trabalhos das forças locais do Estado.

Segundo a assessoria de imprensa da pasta, o ministro José Eduardo Cardozo conversou por telefone com Colombo e colocou os efetivos federais à disposição do governo catarinense. Além do envio da Força Nacional, o MJ também ofereceu ajuda da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

Durante o telefonema, ficou acertada uma reunião para esta semana para avaliar a necessidade do apoio federal a Santa Catarina. O encontro, no entanto, ainda não tem dia marcado nem definição se ocorrerá em Brasília ou Florianópolis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.