Anvisa suspende comercialização de próteses fabricadas por empresa paulista

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Após não atender exigências, todos os lotes remanescentes da Incomepe, de Cotia (SP), devem ser recolhidos do mercado; decisão foi publicada no Diário Oficial da União

Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu nesta quarta-feira a distribuição, venda, divulgação e o implante de todas as próteses produzidas pela empresa Incomepe Indústria de Materiais Cirúrgicos Ltda, de Cotia (SP).

De acordo com a resolução publicada no Diário Oficial da União, a empresa não atendia as exigências da agência reguladora e todos os lotes remanescentes no mercado devem ser recolhidos.

Leia também: Anvisa determina apreensão de emagrecedores naturais

As próteses citadas na publicação são: acetábulo de charney incomepe, prótese total de quadril tipo charnley incomepe, prótese parcial de quadril tipo thompson incomepe, prótese de ombro incomepe, acetábulo de muller incomepe, cabeça intercambiável incomepe, acetábulo bipolar incomepe, componente glenóideo incomepe, cabeça intercambiável neer 2 incomepe, e prótese de joelho SINJ.

A vistoria na empresa foi feita entre os dias 16 e 20 de julho do ano passado, e a Incomepe ainda pode recorrer da decisão. A Anvisa recomenda que os pacientes que já tiveram alguma dessas próteses implantadas procurem o médico responsável pelo procedimento.

Leia tudo sobre: prótesesanvisadiário oficial

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas