Após Natal mais violento nas estradas, PRF mantém 'Operação Fim de Ano'

Feriado de Natal teve 37,8% mais mortes do que no ano passado. Veja abaixo o que provocou a maioria dos acidentes e das multas na operação do ano passado da PRF

iG São Paulo | - Atualizada às

Após o número de mortes nas estradas federais ter superado o mesmo período do ano passado em 37,8% , a Polícia Rodoviária Federal mantém a 'Operação Fim de Ano' com objetivo de aumentar a fiscalização nas rodovias federais por conta das festas de fim de ano. Durante a operação, que vai até o dia 2 de janeiro, a PRF vai reforçar a fiscalização de embriaguez ao volante, de excesso de velocidade e de ultrapassagens em locais proibidos.

Mais do feriado:
Serviços:  Veja o que abre e fecha no feriado de Ano Novo
São Paulo:  Veja o que abre e o que fecha no Ano Novo na capital paulista
Rio de Janeiro:  Confira o que abre e fecha no feriado na capital fluminense
Previsão do tempo: Fim do ano será quente, úmido e abafado na maior parte do Brasil
Estradas:  Após natal mais violento, PRF mantém 'Operação Fim de Ano'

Raul Spinassé/A Tarde/Futura Press
Acidente com um caminhão baú e outros veículos deixou uma vitima fatal, na BR-324, sentido Feira de Santana-Salvador, na véspera do Natal

No balanço parcial da operação neste ano, com os números relativos ao feriado de Natal, a PRF verificou o aumento de 37,8% no números de mortes , apesar do número de acidentes e de feridos terem recuado. O aumento se deve ao maior números de acidentes graves registrados nesta ano. No mesmo período em 2011, foram três os acidentes com quatro mortes ou mais que, se somados, resultaram em 13 mortes. No Natal de 2012, a PRF atendeu a sete acidentes de proporções semelhantes, com o total de 36 mortes. Seis desses acidentes foram colisões frontais, cinco delas com caminhões.

No período de festas do ano passado, de 16/12 a 02/01, a PRF atendeu a 11 mil acidentes que feriram mais de seis mil pessoas e levaram a óbito outras 478. Em colisões frontais, que geralmente são resultado de ultrapassagens mal sucedidas, foram registradas 174 mortes, 36% do total. O segundo lugar em mortes foi ocupado pelo atropelamento de pedestres. Oitenta e quatro pessoas morreram atropeladas no período.

Veja abaixo o ranking das maiores causas de mortes nas rodovias federais durante o período de festas do ano passado:

TIPO DE ACIDENTE QUANTIDADE DE MORTOS
1 Colisão frontal 174
2 Atropelamento de pessoa 84
3 Colisão Transversal 43
4 Saída de Pista   36
5 Colisão lateral 33
6 Colisão traseira 27
7 Capotamento 20
8 Colisão com objeto fixo 18
9 Colisão com bicicleta 16
10 Queda de motocicleta / bicicleta / veiculo                                           16

No mesmo período, a PRF autuou 40 mil motoristas por ultrapassagens proibidas, outros 128 mil por excesso de velocidade. Além disso, mais de 12 mil pessoas foram flagradas dirigindo sem possuir carteira de habilitação e mais de 3.500 motoristas embriagados foram autuados e impedidos de seguir viagem.

Veja abaixo o ranking infrações cometidas pelos motoristas durante o período de festas do ano passado: 

INFRAÇÃO DE TRÂNSITO QUANTIDADE
1 Transitar em velocidade superior a máxima permitida em ate 20% 107.635
2 Ultrapassar pela contramão linha de divisão de fluxos opostos, continua amarela 40.238
3 Transitar em velocidade superior a máxima permitida em mais de 20% ate 50% 20.929
4 Deixar o condutor de usar o cinto segurança 18.093
5 Conduzir o veiculo registrado que não esteja devidamente licenciado 17.329
6 Transitar com o veiculo em acostamentos 12.760
7 Dirigir veiculo sem possuir CNH ou Permissão para Dirigir 12.247
8 Deixar o passageiro de usar o cinto segurança 6.548
9 Conduzir veiculo sem os documentos de porte obrigatório referidos no CTB 6.521
10 Conduzir o veiculo com equipamento obrigatório em desacordo com o Contran 5.763
11 Conduzir o veiculo com equipamento obrigatório ineficiente ou inoperante 4.832
12 Conduzir o veiculo em mau estado de conservação 4.702
13 Conduzir o veiculo sem equipamento obrigatório 3.861
14 Dirigir sob a influencia de álcool 3.584
15 Dirigir veiculo com validade da CNH vencida a mais de 30 dias 3.287
16 Estacionar nos acostamentos 3.239
17 Conduzir o veiculo com vidros totalmente cobertos por película, painéis/pintura 2.889
18 Transitar em velocidade superior a máxima permitida em mais de 50% 2.883
19 Conduzir o veiculo c/ equipamento de iluminação e de sinalização alterados 2.876
20 Ultrapassar pelo acostamento 2.650


    Leia tudo sobre: acidentesoperação fim de anoprfestradas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG