Tempo abafado marca o último fim de semana da primavera em todo o País

São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso do Sul ficam em alerta para o risco de chuva forte e volumosa

iG São Paulo |

Nesta sexta-feira poucas nuvens se formam sobre o Rio Grande do Sul e não chove no centro-sul do estado. A frente fria que avança pela região Sudeste ainda deixa o tempo instável com risco de chuva forte e volumosa ao longo do fim de semana no Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, centro-sul de Minas Gerais e no Mato Grosso do Sul.

Confira a previsão completa na sua cidade

No Centro-Oeste e Norte do país áreas de instabilidade vão continuar se formando por causa do calor e da alta umidade do ar e há risco de chuva de moderada a forte intensidade. No Nordeste, o ar seco ganha cada vez mais força e o fim de semana será de sol em toda a região.

Veja como fica o tempo na sua região neste fim de semana, segundo o Climatempo :

Sudeste

Nesta sexta-feira, a aproximação de uma frente fria associada a um sistema de baixa pressão deixa o tempo instável em grande parte da região. Em todo o estado de São Paulo, no centro-sul de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, as pancadas de chuva podem ser volumosas e ocorrem a qualquer hora com até forte intensidade com queda de raios e ventos fortes. Segundo os meteorologistas da Climatmpo, o risco de temporal é maior entre o leste paulista, na zona da mata mineira e na serra do Rio de Janeiro. Na faixa que vai de Campos dos Goytacazes, localizado ao norte Rio de Janeiro, em Belo Horizonte e noroeste de Minas Gerais, as pancadas ocorrem a partir da tarde em pontos isolados. Nas demais áreas mineiras e no Espírito Santo, o ar seco e quente inibe a formação de nuvens de chuva, o sol aparece forte e faz calor.

No sábado, a frente fria se afasta, mas o sistema de baixa pressão mantém o tempo instável. Em todo o estado de São Paulo e do Rio de Janeiro e no centro-sul de Minas Gerais, as pancadas de chuva ocorrem a qualquer hora e podem ser fortes em alguns momentos. De acordo com a Climatempo, não está descartado o risco de temporal com chuva volumosa acompanhada de queda de raios e rajadas de vento. Entre Caratinga e Paracatu, em Minas Gerais, a chuva está prevista a partir da tarde. Nos Vales do Jequitinhonha e do Rio Doce e no Espírito Santo, inclusive Vitória, a ar seco inibe a chuva, faz calor e o sol aparece forte.

No domingo, o tempo continua instável em todo o estado de São Paulo, no centro-sul do Rio de Janeiro e no sul de Minas Gerais. Nestas áreas, chove a qualquer hora do dia com até forte intensidade. Não está descartado o risco de temporal com chuva volumosa acompanhada de queda de raios e rajadas de vento. No triângulo mineiro, no noroeste e leste mineiro, inclusive a capital Belo Horizonte, as pancadas de chuva estão previstas a partir da tarde por causa do calor e da alta umidade do ar. Nas demais áreas, o sol aparece, faz calor e não chove.

Sul

Nesta sexta-feira, a passagem de uma frente fria pelo Sul do Brasil ainda deixa muita nebulosidade espalhada por parte da região e o sol aparece entre nuvens. No leste de Santa Catarina, inclusive Florianópolis e o Vale do Itajaí, e o estado do Paraná, as pancadas de chuva ocorrem a qualquer hora do dia com até forte intensidade com queda de raios e ventos fortes em alguns momentos. No centro-sul de Santa Catarina e no norte do Rio Grande do Sul, a previsão é de chuva rápida e isolada a partir da tarde. Nas demais áreas gaúchas, o dia amanhece com muitas nuvens, mas ao longo do dia o sol aparece e não chove.

No sábado, a instabilidade ainda persiste sobre boa parte da região. No centro-norte do Rio Grande do Sul, na maior parte de Santa Catarina e no centro-sul do Paraná, chove a partir da tarde em pontos isolados. Nas demais áreas do estado paranaense, por causa da presença de um sistema de baixa pressão, o tempo continua instável com chuva a qualquer hora do dia, que em alguns momentos pode ser forte e volumosa. No leste de Santa Catarina, inclusive Florianópolis, e nas demais áreas do Rio Grande do Sul, o sol aparece, faz calor e não chove.

No domingo, este sistema ainda deixa o tempo instável no centro-norte do Paraná. Segundo os meteorologistas da Climatempo, não dá para descartar o risco de temporal acompanhado de descargas elétricas e fortes rajadas de vento. Entre Uruguaiana e São Luiz Gonzaga, no oeste do gaúcho, as pancadas de chuva ocorrem a qualquer hora com até moderada intensidade. Nas demais áreas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, inclusive a Grande Curitiba, o sol aparece forte, faz calor e chove a partir da tarde, exceto no leste gaúcho e catarinense.

Centro-Oeste

Nesta sexta-feira, uma grande área de instabilidade espalha muitas nuvens sobre a maior parte da região. No Mato Grosso, no Mato Grosso do Sul e no centro-sul de Goiás, as pancadas de chuva ocorrem a qualquer hora e em alguns momentos podem ser fortes e acompanhadas de queda de raios. Nas demais áreas de Goiás, inclusive o Distrito Federal, o ar quente e úmido favorece as pancadas de chuva a partir da tarde. De acordo com a Climatempo, não está descartado o risco de temporal em pontos isolados da região.

No sábado, a instabilidade deixa parte dos três estados da região sujeitos a temporais. No Mato Grosso do Sul, no sul do Mato Grosso e no centro-sul de Goiás, as nuvens de chuva se espalham com facilidade e há o risco de temporal com queda de raios e ventos fortes. Nas demais áreas do Mato Grosso e de Goiás, inclusive o Distrito Federal, o sol aparece mais forte, faz calor e as pancadas de chuva ocorrem a partir da tarde.

O domingo, as áreas de instabilidade enfraquecem, mas o forte aquecimento e a alta umidade da região ajudam a formar nuvens de chuva na maior parte da região. No Mato Grosso, em Goiás e no Distrito Federal, as pancadas de chuva estão previstas a partir da tarde. No Mato Grosso do Sul, a influencia de um sistema de baixa pressão mantém o tempo instável com chuva a qualquer hora. De acordo com a Climatempo, não está descartado o risco de temporal em pontos isolados dos nos três estados da região.

Norte

Nesta sexta-feira, uma grande área de instabilidade deixa o tempo carregado em grande parte do Norte do Brasil. No centro-leste do Amazonas, em Roraima e no oeste do Pará, as nuvens se espalham com facilidade e chove a qualquer hora do dia. Nas demais áreas do Pará, no Tocantins, Amapá, Acre e Rondônia, o calor e a alta umidade ajuda a formar nuvens de chuva e as pancadas estão previstas a partir da tarde. De acordo com a Climatempo, por causa do forte aquecimento e a alta umidade do ar no Norte do Brasil, não dá para descartar a possibilidade de fortes pancadas de chuva acompanhada de descargas elétricas em pontos isolados.

No sábado, as áreas de instabilidade perdem força o sol volta a aparecer mais forte na maior parte do Norte. Com ar quente e úmido na região, as nuvens de chuva se formam com facilidade e as pancadas ocorrem a partir da tarde. Entre Porto Velho, capital de Rondônia, e Boa Vista, capital de Roraima, a chuva está prevista a qualquer hora. Há possibilidade de temporal com queda de raios em toda a região. A sensação é de abafamento.

No domingo, as áreas de instabilidade deixam o tempo carregado na maior parte do Pará, no Amapá, oeste do Amazonas e no Acre. Nestas áreas, a chuva está prevista a qualquer hora com até forte intensidade em alguns momentos. Nas demais localidades do Amazonas, em Rondônia, em Roraima e no Tocantins, o forte calor e alta umidade favorece a formação de nuvens de chuva e as pancadas ocorrem a partir da tarde em pontos isolados.

    Leia tudo sobre: previsão do tempo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG