Polícia investiga ligação entre ataques organizados e ações isoladas em SC

Ataques de organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas e ações de bandidos oportunistas em Santa Catarina são analisadas pela Polícia Civil

Agência Brasil |

Agência Brasil

Investigações da Polícia Civil analisam a possibilidade de haver ligações entre ataques de organizações criminosas ligadas ao tráfico de drogas e ações de bandidos oportunistas em Santa Catarina.

Foram registrados novos ataques entre às 19h desta sexta-feira e às 7h deste sábado: dois veículos foram incendiados e bases da Polícia Militar (PM) e da Guarda Municipal foram alvos de homens armados. Apesar disso, as autoridades policiais afirmam que diminuíram as ações criminosas no estado, entre ontem, 16, e hoje, 17.

Em São Paulo:  Policial militar é baleado em Guarulhos; atirador é morto no local

Os criminosos fizeram disparos contra as bases da PM em Florianópolis e da Guarda Municipal de São José, onde duas viaturas também foram atingidas. Em Canelinhas, um carro foi incendiado em frente a uma delegacia. Já em São Francisco do Sul, homens armados pararam um ônibus, mandaram passageiros, cobrador e motorista descerem e atearam fogo ao veículo. Um homem foi preso nas imediações do ataque. Ele apresentava um forte cheiro de gasolina e portava dez pedras de crack, além de R$ 139, em dinheiro.

Apesar da diminuição do número de ataques, as polícias Civil, Militar, Militar Rodoviária e Rodoviária Federal permanecem mobilizadas em busca dos responsáveis pelos atos criminosos. O Departamento de Administração Prisional também está envolvido nas investigações. Ainda não se sabe se as ações criminosas são coordenadas.

Leia mais:  Santa Catarina tem quatro novos ataques em 6º dia de violência

Cerca de 50 pessoas foram presas até a presente data. Também foram registradas três mortes em confrontos com a polícia desde a última segunda-feira, 12, quando começaram os ataques contra veículos e prédios públicos. Três adolescentes foram apreendidos com drogas, gasolina e estopas, além de um revólver calibre 38, na madrugada da última quarta-feira, 14.

A polícia contabilizou 60 ataques nas principais cidades do Estado, como Itajaí, Florianópolis, Criciúma, Camboriú, entre outras.

    Leia tudo sobre: ataquesapoliciaSanta CatarinaViolênciaAtaques

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG