Diretor de penitenciária pede afastamento em Santa Catarina

Ainda não foi confirmado se afastamento tem relação com os ataques ou com divulgação de vídeo em que detentos comemoram com comparsas onda de violência

Agência Estado |

Agência Estado

Após o vazamento de uma gravação em vídeo em que detentos do Complexo Penitenciário de São Pedro de Alcântara, localizado na Grande Florianópolis, cumprimentam comparsas pelo "apoio e empenho em prol da facção" nos ataques a bases policiais e ônibus em Santa Catarina, o diretor do presídio, Carlos Alves, pediu afastamento do cargo. O comunicado foi feito pelo governador de Santa Catarina Raimundo Colombo, em encontro com jornalistas no fim da tarde desta quarta-feira (14).

Leia mais:
Bandidos prometem novos ataques em Santa Catarina
Polícia prende 27 suspeitos de ataques em Santa Catarina

O governador não confirmou se o afastamento tem relação com os ataques ou ao vídeo gravado dentro do presídio. Segundo Alves, o motivo é pessoal. Ele pediu um tempo para tratar de sua vida, já que sua esposa foi assassinada há pouco mais de um mês. Deise Alves era agente penitenciária e existem suspeitas de que seu assassinato tenha relação com o suposto modo "linha dura" com que Alves dirigia o Complexo Penitenciário. Há denúncias de agressões e torturas contra os presos e o Ministério Público está investigando o caso.

    Leia tudo sobre: ataquesapolíciasanta catarinapresídioviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG