Ministério das Relações Exteriores garantiu por meio de nota que quem precisar do documento perto das férias de fim de ano não será prejudicado

Agência Brasil

O Ministério das Relações Exteriores informou hoje (3), por meio de nota, que irá solucionar “o mais rapidamente possível” o problema detectado no chip de passaportes entregues pela Casa da Moeda. Segundo nota divulgada neste sábado, o Itamaraty destacou que a operação de emissão dos documentos será normalizada em 15 dias.

Brasileiros e estrangeiros que precisarem dos passaportes às vésperas do Natal e das férias escolares não serão prejudicados, de acordo com o texto.

Leia:  São Paulo registra recorde de emissão de passaportes

O ministério e a Casa da Moeda estão trabalhando em conjunto para solucionar o problema. O ministério informou ainda que o defeito ocorreu em parte de um lote, e a Casa da Moeda reenviou, em tempo “oportuno”, 8,6 mil documentos ao Itamaraty. Esses passaportes estão sendo distribuídos nos postos onde a necessidade é maior.

A empresa é responsável por ativar o chip para que o Ministério das Relações Exteriores faça a personalização com os dados dos cidadãos que requerem o documento em postos no exterior.

De acordo com o ministério, a Casa da Moeda já reforçou o processo de controle de qualidade para evitar novas ocorrências.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.