Comissão aprova inclusão de tempo de prisão provisória em pena de condenado

Texto do procedimento será votado ainda hoje no Senado. Projeto de lei buscar impedir que presos continuem cumprindo penas além do período judicialmente estabelecido

Agência Estado |

Agência Estado

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) aprovou nesta quarta-feira o projeto de lei que permite ao juiz incluir o tempo da prisão provisória na contagem da pena final do condenado. O texto será votado no plenário ainda nesta quarta, atendendo pedido do relator, senador Romero Jucá (PMDB-RR). O senador informa que o procedimento já é utilizado atualmente, mas deixa de fora os condenados de menor poder aquisitivo.

Entenda:  Comissão do Senado deve votar mudanças no Código Penal

No seu parecer, Jucá cita dados do Ministério da Justiça, segundo os quais 40% dos ocupantes do sistema de justiça criminal no País são presos provisórios. "Essa realidade ocasiona problemas ao sistema de Justiça, em especial no que tange ao cumprimento da pena imposta por aqueles que durante o processo permaneceram presos", afirma.

Senado: Sarney quer aprovar novo Código Penal até o fim do ano
Comissão de juristas inclui terrorismo no Código Penal

O relator reitera a avaliação do ministério de que essa situação, além de gerar sofrimento desnecessário, é injusta à pessoa presa, porque impõe cumprimento de pena além do judicialmente estabelecido, aumentando o gasto público nas unidades prisionais com o encarceramento desnecessário.

Diz ainda que a situação resulta numa grande quantidade de recursos aos tribunais superiores, com a finalidade de contar na pena aplicada ao réu o período em que ele esteve preso provisoriamente.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG