São Paulo tem duas mortes em confronto com a PM e ônibus incendiado

Madrugada de terça-feira (30) tem duas perseguições, uma com troca de tiros, que resultam em morte de suspeitos; Criminosos armados ateiam fogo a ônibus na região do Sapopemba

Agência Estado |

Agência Estado

Dois suspeitos morreram em confrontos com a Polícia Militar e um ônibus foi incendiado na zona leste da capital paulista entre a noite de segunda-feira (29) e a madrugada desta terça-feira.

Leia também: PM de SP prende membro do PCC em Paraisópolis

O primeiro caso, na noite de segunda, ocorreu no Itaim Paulista. Policiais militares desconfiaram de dois suspeitos em uma moto na Avenida Marechal Tito e iniciaram uma perseguição. Depois de trocar tiros com os PMs, segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, um dos homens foi baleado na Rua José Cabral Silveira e morreu. O comparsa conseguiu fugir. O caso foi registrado no 50 º DP (Itaim Paulista) e é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Saiba mais: PM faz operação com 500 agentes na favela de Paraisópolis

Por volta da 0h30 desta madrugada, outro suspeito foi morto pela polícia na Vila Nova Curuçá. De acordo com a secretaria, dois homens parados em uma moto em frente a uma padaria chamaram a atenção do dono do estabelecimento, que ligou para o 190.

Ao perceber a chegada dos PMs das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicleta (Rocam), a dupla fugiu e iniciou-se uma perseguição. O condutor da moto perdeu o controle na Rua Osório Franco Vilhena e o garupa foi baleado pelos policiais. Levado ao Hospital Municipal Tide Setúbal, ele não resistiu aos ferimentos. O condutor da moto conseguiu fugir.

Futura Press
Ônibus é incendiado na região do Sapopemba na madrugada desta terça-feira (30), em São Paulo

Ônibus

Também à 0h30, dois homens atearam fogo em um ônibus na Rua Curupireira, no Parque Santa Madalena, região do Sapopemba. Dois criminosos, um deles armado, pararam o coletivo, pediram para os ocupantes descerem e queimaram o veículo usando óleo diesel

O ônibus ficou totalmente destruído e os bandidos fugiram. Não há registros de feridos. O caso foi para o 69 º DP (Teotônio Vilela).

    Leia tudo sobre: são paulocrimeônibus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG