Parentes protestam contra suspensão de visitas em penitenciária de Brasília

Visitas de hoje e amanhã foram canceladas após greve dos agentes penitenciários. Grevistas afirmam que 70% das atividades estão paralisadas

Agência Brasil |

Agência Brasil

Pelo menos mil mulheres protestaram nesta manhã na portaria do Complexo da Papuda, em Brasília, por estar impedidas de visitar os presos. Houve reforço do policiamento, mas até agora não há registro de incidentes. A proibição de visitas hoje e amanhã é resultado da greve dos agentes penitenciários.

Leia também:  Servidores federais param o trânsito em Brasília

Agência Brasil/Wilson Dias
Familiares são vistos na entrada do complexo penitenciário, em Brasília; policia precisou ser acionada

Os grevistas afirmam que 70% das atividades estão paralisadas. Eles realizarão assembleia nesta tarde para decidir sobre ampliação da greve. A principal reivindicação deles é a permissão para uso de armas de fogo nos dias de folga.

Segundo o presidente do sindicato, Leandro Vieira, os agentes são ameaçados de morte pelos presos. Ele diz que a paralisação é mantida pela carência de pessoal e pela falta de segurança dos agentes. O complexo penitenciário da Papuda mantém 9.500 presos com 500 agentes.

    Leia tudo sobre: greveagentes penitenciáriosvisitaspenitenciáriabrasília

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG