Nossa Senhora Aparecida

Dia da Padroeira do Brasil é celebrado em 12 de outubro

iG São Paulo | - Atualizada às

AE
Imagem do alto da Basílica de Aparecida

Há 395 anos, os pescadores Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves saíram a procura de peixes no rio Paraíba do Sul, na região de Guaratinguetá, no interior de São Paulo. Eles buscavam alimentos para a passagem do governador da província de São Paulo e Minas Gerais, que passaria pela Vila de Guaratinguetá, a caminho de Vila Rica, em Minas Gerais.

Imagens:  Saiba quais são o maiores templos religiosos do Brasil
2011:  Aparecida recebe mais de 150 mil fiéis no dia da Padroeira
2010:  Santuário de Aparecida recebe milhares de fiéis neste feriado

Agência Estado
Fiéis durante celebração do Dia da Padroeira, em 2011

Os três pescadores desceram o rio em busca dos peixes, mas nada conseguiram. Em uma curvo do rio, na altura de Porto Itaguassu, que hoje faz parte do município de Aparecida, João Alves lançou a rede e apanhou o corpo de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição sem a cabeça. Lançou novamente a rede e apanhou a cabeça da mesma imagem. Segundo relato, daí em diante, os peixes começaram a ser pescados em abundância. Esse foi o primeiro dos milagres atribuídos à Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil, que nesta sexta-feira, 12 de outubro, é festejada em todo o País pelos seus devotos. 

Dando conta do 'milagre' durante a pesca, Felipe Pedroso levou a imagem 'aparecida' - de onde vem o nome da padroeira -  para a sua casa, onde os vizinhos se reuniam para rezar. A devoção foi crescendo no meio do povo e muitas graças foram alcançadas por aqueles que rezavam diante a imagem.

A fama dos poderes na Nossa Senhora se espalhou por outras regiões regiões do Brasil. Por volta de 1734, o vigário de Guaratinguetá construiu uma capela no alto do Morro dos Coqueiros, para onde a imagem foi levada posteriormente e seguiu atraindo fiéis por décadas. Como o número de fiéis aumentava, em 1834, foi iniciada a construção de uma igreja maior (atual Basílica Velha).

Em 8 de setembro de 1904 a imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi coroada, solenemente, por D. José Camargo Barros. No dia 29 de Abril de 1908, a igreja recebeu o título de Basílica Menor. Foi só em 1929, que a Nossa Senhora foi proclamada rainha do Brasil e proclamada sua padroeira, por determinação do Papa Pio 11. 

Com o passar do tempo, a devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi crescendo e o número de romeiros foi aumentando cada vez mais. A primeira basílica tornou-se pequena e era necessário a construção de outro templo, que pudesse acomodar tantos romeiros. Em 11 de novembro de 1955, começou  a construção de uma outra igreja, atual Basílica Nova. Em 1980, ainda em construção, foi consagrada pelo Papa João Paulo 2. Já em 1984, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) declarou oficialmente a Basílica de Aparecida: Santuário Nacional; "maior Santuário Mariano do mundo".

AE
A Basílica de Nossa Senhora Aparecida pode receber até 75 mil pessoas

Expectativa de mais de 300 mil pessoas

O santuário recebeu mais de 114 mil visitantes nos últimos dias. De segunda-feira (1) até sexta-feira (5) da última semana foram 36 mil 567 visitantes. No sábado (6) a Casa da Mãe Aparecida acolheu 60 mil devotos e no domingo (7) 17.450. A expectativa é de grande movimentação nos próximos dias devido a Festa da Padroeira do Brasil. Para os dias 12, 13 e 14 de outubro o Santuário Nacional espera 300 mil pessoas.

O maior movimento em apenas um feriado da padroeira foi no dia 12 de outubro de 1996, com 215 mil romeiros. O recorde de movimento em um só dia no santuário nacional foi registrado em 14 de novembro de 2010, quando recebeu 245 mil romeiros.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG