Residências com mais de quatro ou mais habitantes cai, mas número geral fica estável

Famílias grandes como a da doméstica Débora Silva, de São Paulo, estão ficando mais raras
Andy Goldstein
Famílias grandes como a da doméstica Débora Silva, de São Paulo, estão ficando mais raras

A PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) mostra um considerável aumento (11,4%) no número de moradores que moram sozinhos em relação a 2009, de 7 milhões para 7,8 milhões de pessoas.

Em todo o País, a Região Centro-Oeste foi aquela que se destacou nesse item, com a maior proporção de apenas um morador (13,8%) por residência, 2 pontos percentuais acima do constatado em 2009.

De acordo com o IBGE, havia, em média, 3,2 moradores por casa no Brasil em 2011. O número permaneceu praticamente inalterado em comparação a dois anos antes, variando apenas de 3,3 para 3,2.

Isso ocorreu apesar de a proporção de domicílios de famílias ou grupos numerosos ter tido queda, de 40,4% para 37,7%.

A se tomarem os domicílios por número de moradores, em contrapartida, 62,3% dos domicílios em 2011 eram ocupados por até três moradores. As residências com exatamente três pessoas representam, sozinhas, pouco mais de um quarto do total.

Leia também:

Mulheres já são mais de 100 milhões no Brasil, revela Pnad
Domicílios com só um morador crescem, e média é de 3,2 pessoas por casa no País
Serviços como esgoto, coleta de lixo e iluminação evoluem pouco e são desafio
Casa própria já não é só sonho: 75% no Brasil são donos do imóvel onde vivem
Pnad: com maior concentração de jovens, Norte tem a população que mais cresce
População preta cresce e brancos e pardos encolhem, revela Pnad
Renda média cresce e desigualdade social cai

Com Bolsa Família, País reduziu trabalho infantil
País já tem 77,7 milhões de usuários de internet
Quase 70% dos brasileiros têm celular e crianças é o grupo que mais cresce
Número de desocupados cresce, sobretudo entre mulheres, negros e jovens
Brasileiros que 'moram juntos' não se consideram casados, revela IBGE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.