Estudantes realizaram protestos na noite de ontem pela suspensão da integração do transporte público. Serviço foi interrompido após aumento de tarifa ser revogado

Dois ônibus foram incendiados e vários outros depredados em Natal, no Rio Grande do Norte, na noite de terça-feira (18) durante protestos contra a suspensão do serviço gratuito de integração temporal do transporte público na cidade – o chamado Passe Livre.

Os manifestantes iniciaram os protestos, por volta das 18h, interditando os dois sentidos do trecho urbano da BR-101. Vários ônibus foram parados e pichados com as palavras “passe livre” e “integração”. Um dos coletivos foi incendiado na avenida Bernardo Vieira, em frente a um shopping movimentado da capital, a aproximadamente 4 km de distância do local dos protestos.

Leia também:  Dois ônibus são incendiados por criminosos em São Paulo

O Corpo de Bombeiros foi acionado e conteve as chamas, mas os veículos ficam completamente destruídos. O Batalhão de Choque da Polícia Militar também foi chamado para controlar os manifestantes, grande parte estudantes. Nove pessoas foram detidas, inclusive um professor.

Interrupção

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn) decidiu suspender o serviço na última segunda-feira (17) após o aumento da tarifa da passagem de ônibus de R$2,20 para R$ 2,40, aprovado pela Câmara Municipal, ser revogado.

O Seturn solicitou permissão para suspender a integração temporal até que houvesse uma licitação para o transporte público de passageiros na capital potiguar, mas a Prefeitura de Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), negou o pedido. A Procuradoria-Geral do Município ingressou na Justiça requerendo o retorno imediato do Passe Livre.

O sistema de integração temporal permite aos portadores de cartão vale-transporte ou passe estudantil trocar de ônibus sem necessidade de pagar uma nova passagem dentro de um intervalo de 50 minutos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.