Desmatamento ilegal na Amazônia ameaça tribo Awá, diz ONG britânica

Survival International baseia-se em pesquisa da Funai que indica que os índios se sentem ameaçados e têm medo de sair para caçar

EFE | - Atualizada às

EFE

A Survival International, organização defensora dos povos indígenas sediada em Londres, diz que há mais provas de que o desmatamento ilegal na Amazônia coloca em risco a segurança da tribo Awá, tida como a mais ameaçada do mundo, de acordo com uma pesquisa da Fundação Nacional do índio (Funai).

Leia também: População indígena no País cresce 205% em duas décadas

Há três semanas, agentes do governo confiscaram equipamentos que eram usados para desmatar a região habitada pelos Awás, sendo que outras provas também comprovam que esta atividade ilegal continua sendo realizada a menos de seis quilômetros da tribo, acrescentou a Survival. "O que estão fazendo? Se destruírem a floresta, vão nos destruir", indagou um membro desta tribo, segundo o comunicado emitido pela ONG.

De acordo com a Survival, a Funai indicou que os Awás já se sentem muito ameaçados e, inclusive, sentem medo de sair para caçar. Anteriormente, há quatro meses, a Survival International iniciou uma campanha para salvar esta tribo, enquanto o Ministério da Justiça do Brasil já recebeu mais de 32 mil mensagens de pessoas que pedem a proteção desta tribo indígena, concluiu a nota.

    Leia tudo sobre: índiofunaisurvival

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG