Mulher denuncia violência, mas Estado não tem rede de atendimento, diz ministra

País tem apenas 377 delegacias especializadas. Para Eleonora Menicucci, é preciso ampliar rede de atendimento principalmente no interior

Agência Brasil |

Agência Brasil

A ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, disse hoje (8) que é preciso ampliar a rede de atendimento às mulheres vítimas de violência, sobretudo no interior do Brasil. Dados da pasta indicam que o país tem apenas 377 delegacias especializadas.

Agência Brasil
Ministra Eleonora Menicucci

“Se faz necessária e urgente a criação de mais delegacias e a recriação das que já existem. Precisamos reformular a proposta destas delegacias. Quando elas foram criadas, nos anos de 1980, vieram com uma proposta inovadora de uma equipe multiprofissional. Hoje, praticamente temos só as delegadas”, disse.

Ao participar do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela EBC Serviços em parceria com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Menicucci explicou que cada delegacia especializada deveria ter profissionais como assistentes sociais e psicólogos.

Para a ministra, uma rede de atendimento para mulheres vítimas de agressão só pode ser considerada completa na medida em que oferece, além das delegacias, casa abrigo, pronto-socorro especializado e vara de família.

“Quando não existe esta rede, as mulheres denunciam e o Estado, o Poder Público, não as acolhe. Elas voltam para casa e, ao fazerem isso, estão voltando para uma situação extremamente perigosa e vulnerável”, concluiu.

    Leia tudo sobre: violência contra a mulher

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG