Outras três pessoas morreram na colisão frontal na GO-118, em Planaltina. Carro de ministro da embaixada japonesa bateu de frente com um Kadett

Agência Estado

O ministro da Embaixada do Japão no Brasil e uma funcionária morreram, na tarde de sábado (28), em um acidente de carro na GO-118, na altura de Planaltina. Shoji Nishijima, de 63 anos, o número dois da representação japonesa no País, abaixo apenas do embaixador, morreu na hora, depois que Honda Fit que conduzia bateu de frente com um Chevrolet Kadett.

O acidente ocorreu por volta das 18h. Yuka Fukuchi, de 24 anos, do setor administrativo da embaixada, morreu no hospital horas depois. Os dois ocupantes do Kadett, o motorista Edmar Carlos Torres, de 48 anos, e sua mulher, Selma de Fátima, de 47 anos, também morreram no local.

Leia também:  Acidente com ônibus mata 10 e deixa 42 feridos no Paraná

A mulher do ministro, Akemi Nishijima, cuja idade não foi informada, se feriu no acidente e, de acordo com a Embaixada do Japão, continua internada - seu estado de saúde e o nome do hospital não foram informados. A assessoria de imprensa da embaixada afirmou que o ministro estava no Brasil desde abril. O destino dos corpos ainda não foi definido.

A batida ocorreu na altura do km 1 da GO-118, próximo ao trevo de acesso para a rodovia DF-345. De acordo com o coronel Anésio Barbosa da Cruz, porta voz da Policia Militar de Goiás, o trecho tinha acabado de ser recapeado e estava sem sinalização horizontal. "Acreditamos que isso influenciou na batida."

"Ao que parece, o motorista do Kadett invadiu a pista contrária", disse o coronel. Segundo ele, não foi feito teste de dosagem alcoólica nos condutores e ainda não há prazo para o resultado da perícia, devido à greve dos peritos e demais policiais civis de Goiás.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.