Governo lança programa para conter violência em Alagoas

Considerado o mais violento do País, o Estado receberá investimento de R$ 95 milhões para implantar o Brasil Mais Seguro

Agência Estado |

Agência Estado

O governo federal apresentou na manhã desta quarta-feira, em Maceió, o programa Brasil Mais Seguro, que tem como objetivo a prevenção e redução dos índices de homicídio no Estado, considerado o mais violento do País, segundo o Mapa da Violência elaborado pelo Ministério da Justiça com base no Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde.

Leia também:

Mais de 4 mil mulheres são assassinadas por ano no País

Alagoas, Pará e Bahia são os Estados com maior aumento na taxa de homicídios

Com as presenças do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da secretária nacional de Segurança Pública, Regina Mikki - além de presidentes e diretores de instituições e órgãos da Justiça e segurança pública de Alagoas -, o plano foi apresentado com ares de espetáculo, com direito ao ator Marcos Frota - anunciado pelo cerimonial como embaixador do circo no Brasil - como mestre de cerimônia.

O programa é mais uma tentativa do governador de Alagoas, Teotonio Vilela Filho (PSDB), de estancar a onda de crimes que invadiu o Estado há alguns anos. Para isso, o Brasil Mais Seguro - que ganhou o slogan "Quem ama Alagoas, constrói a paz" - estabelece uma série de ações no Estado, como realização de concurso público para preenchimento de vagas nas polícias militar e civil, criação de um departamento de homicídios, instalação de sistema de videomonitoramento da capital Maceió e a construção do primeiro presídio de segurança máxima de Alagoas.

No total, serão investidos R$ 95 milhões em recursos - R$ 25 milhões bancados pela União, já este ano. Os outros R$ 65 milhões virão de contrapartida local.

"Até o fim do ano, o governo federal doará um helicóptero ao governo do Estado, para ser usado nas ações", informou o ministro Eduardo Cardozo.

Durante a cerimônia de lançamento, realizada no centro cultural e de exposições Ruth Cardoso, no bairro histórico de Jaraguá, Cardozo, o prefeito de Maceió, Cícero Almeida, e Teotonio Vilela assinaram alguns decretos. Um deles, assinado pelo governador, estabelece o estado de urgência nos órgãos de segurança pública de Alagoas.

Segundo Vilela, o ato tem como objetivo acelerar processos dentro do governo, em especial aos que dizem respeito a licitações para compras de bens e serviços. O decreto será publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do Estado. "Já tivemos inúmeras oportunidades para diminuir a violência em Alagoas. E estamos recebendo mais uma. E essa não podemos descartar", ressaltou o prefeito Cícero Almeida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG