Após 38 dias, metroviários suspendem greve em cinco capitais brasileiras

Sindicatos de Belo Horizonte, Maceió, João Pessoa, Recife e Natal decidiram encerrar paralisação após TST adiantar a data do julgamento do dissídio coletivo da categoria

Agência Estado |

Agência Estado

Os sindicatos de metroviários e ferroviários de cidades com trens administrados pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) encerraram na quarta-feira uma greve de 38 dias. Os trabalhadores pediam dissídio coletivo.

Leia também:  Com prisões e depredação, greve reduz frota de ônibus pela metade em Fortaleza

Em assembleias realizadas nesta tarde nas cinco capitais, sindicatos de Belo Horizonte, Maceió, João Pessoa, Recife e Natal decidiram suspender a paralisação depois que o Tribunal Superior do Trabalho resolveu adiantar o julgamento, marcado para 13 de agosto, para a próxima terça-feira (26).

Os trabalhadores estão em greve desde 13 de maio, quando a companhia comunicou que não haveria dissídio este ano. A CBTU chegou a oferecer reajuste salarial de 2% após o início das manifestações, mas a proposta foi recusada pelos trabalhadores.

Os trens funcionam nas cidades afetadas pela greve somente em horários de pico, de acordo com decisão judicial para diminuir os impactos da paralisação. Na quinta-feira, o funcionamento deve ser normalizado.

    Leia tudo sobre: metroviáriosgreveBelo HorizonteRecifeNatalMaceióJoão Pessoa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG