Brasileiros estão mais felizes e produtivos no trabalho, diz pesquisa

Estudo global mostra que 81% dos entrevistados no País dizem que gostam do que fazem, pois vêm encontrando maneiras de equilibrar a vida pessoal e as obrigações profissionais

Valor Online |

Valor Online

Os profissionais brasileiros estão encontrando formas melhores de equilibrar a vida pessoal e o trabalho e estão mais felizes com o emprego do que em anos anteriores. Em um estudo global da Regus, 81% dos entrevistados declararam que gostam do que fazem e 83% acreditam que alcançaram mais resultados no ano passado do que no anterior. Os dados são de uma pesquisa com 16 mil profissionais de mais de 80 países.

O Brasil teve alguns dos números mais positivos na comparação com outros países e foi o que mais avançou no índice de equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, saltando 45 pontos - para 151 - desde 2010. A média global é de 124 pontos, e o Brasil perde apenas para o México, com 153 pontos.

Mais de 70% dos brasileiros dizem ter acumulado funções durante o último ano, caracterizado pelo ambiente de negócios instável por causa da crise financeira. Mais da metade também diz ter passado mais tempo trabalhando em 2011 do que em 2010.

No entanto, o número de brasileiros que considera que passou mais tempo longe da família na comparação entre os dois períodos é um dos menores do mundo, cerca de 15%, e metade dos profissionais se diz satisfeita com o tempo que tem para ficar em casa e cuidar de assuntos pessoais.

Isso pode ser explicado pela maior atenção que as empresas estão dedicando a práticas de flexibilidade: 59% dos brasileiros dizem que as companhias onde atuam estão se esforçando mais para diminuir o tempo gasto no percurso entre a casa e trabalho, o maior índice entre todos os países pesquisados.

    Leia tudo sobre: brasiltrabalhopesquisa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG