Maiores cidades têm mais infraestrutura e problemas ambientais, revela Censo

Municípios com mais de 1 milhão de habitantes têm mais iluminação, pavimentação, calçamento, mas também mais lixo e esgoto nas ruas

iG São Paulo |

O grande quantidade de habitantes força as maiores cidades do Brasil a oferecer uma rede de infraestrutura melhor para os seus moradores, porém, esses municípios não conseguem evoluir quando se trata de questões ambientais. Essa conclusão pode ser tirada dos dados do Censo 2010, divulgado nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

De acordo com o estudo, que divide as cidades por sete níveis de população, - de municípios com menos de 20 mil habitantes até os com mais de 1 milhão - quanto maior for a cidade, maior será a incidência de iluminação pública, pavimentação, meio-fio/guia, calçada, rampas para cadeirantes, identificação das ruas, e bueiro/boca de lobo. Apesar disso, cidades maiores registram piores índices ambientais, tais como menor arborização e maior presença de esgoto a céu aberto e lixo acumulados nas ruas.

Na pesquisa, o Censo 2010 revelou que a iluminação pública é um item que apresenta elevadas proporções em todas as classes de tamanho de municípios. De uma maneira geral, os municípios com mais de 1 milhão de habitantes apresentaram percentuais mais altos de domicílios localizados em áreas com iluminação pública (97,1%), pavimentação das vias públicas (92,8%), meio-fio/guia (85,8%), calçada (82,9%), identificação do logradouro (79,9%) e rampa para cadeirante (8,6%). No outro extremo, os municípios com população até 20 mil habitantes caracterizavam por baixas incidências em todas as variáveis do entorno dos domicílios.

Já as condições ambientais apresentaram desigualdades significativas. O acúmulo de lixo na região dos domicílios aumentava sua proporção na medida em que aumentava o tamanho do município de 20 mil a 1 milhão de habitantes. O esgoto a céu aberto apresentou uma oscilação em relação ao tamanho dos municípios, com o mais baixo percentual nos municípios com mais de 1 milhão de habitantes (7,8%) e o mais alto em municípios de 500 mil a 1 milhão de habitantes (14,3%). Nesse conjunto de características, a arborização também apresenta o maior índice (70,6%) nos menores municípios. Veja os dados nas tabelas abaixo:

IBGE
IBGE

IBGE
IBGE
Outras divulgações do Censo 2010:
-
País de extremos, Brasil tem 190.755.799 habitantes
-
Censo revela os extremos do Brasil
-
No País em que homens são minoria, Mato Grosso é exceção
-
Maranhão é o Estado mais rural do Brasil
-
IBGE: Brasil possui 190,7 milhões de pessoas
-
População começará a recuar a partir de 2040

-
Mais 80% das mortes entre 20 e 24 anos são de homens
-
2,7 milhões de brasileiros não têm energia elétrica
-
Famílias estão menores e mais abertas
-
Zona rural e idosos elevam taxa de analfabetos
-
10% mais ricos têm 44,5% da renda dos brasileiros
-
Homens são 80% das mortes entre 20 e 24 anos
-
Pretos e pardos recebem quase a metade que brancos
- Pela 1ª vez, casas têm mais TV e geladeira que rádio
-
Metade não estudou ou não concluiu fundamental
-
Comércio e agricultura têm 30% dos trabalhadores
-
Menos de 1% ganha mais de 20 salários mínimos
-
Mortalidade infantil cai quase 50% em dez anos
-
Taxa de fecundidade cai a 1,9 filho por mulher
-
Separações crescem cerca de 20% em dez anos
-
SP e GO são os Estados que mais recebem migrantes
-
Mais de 45 milhões têm alguma deficiência

    Leia tudo sobre: censo 2010ibgeproblemas ambientais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG