Índios kadiwéus retomam terras de reserva no Mato Grosso do Sul

Grupos indígenas ganharam as terras, que foram invadidas por fazendeiros, pela participação na Guerra do Paraguai

AE |

selo

Índios kadiwéus iniciaram, nesta segunda-feira, a retomada de fazendas situadas na região pantaneira de Mato Grosso do Sul. Os imóveis estão dentro da Reserva Indígena Bodoquena, a oeste do Estado, uma área de quase 700 mil hectares que a tribo ganhou como prêmio pela participação, ao lado do Brasil, na Guerra do Paraguai.

Índios na Bahia:
Fazendeiros que perderam terras na Bahia querem indenização de R$ 324 milhões
Índios festejam vitória e fazendeiros protestam: 'Ganhou a parte bandoleira'

Entre o sábado passado, dia 5, e esta segunda-feira foram retomadas quatro fazendas, duas delas no município de Corumbá, onde a Polícia Federal esteve no domingo e constatou a invasão. Conforme o delegado da PF em Corumbá, Alexandre do Nascimento, os índios expulsaram os ocupantes do local e jogaram em um campo de pouso de aviões móveis, utensílios domésticos e outros objetos que estavam na sede da Fazenda Santa Márcia, em Corumbá.

O delegado afirmou que aguarda ordens judiciais para resolver o caso. A Fundação Nacional do Índios informou que as propriedades rurais que estão sendo ocupadas por kadiwéuis já vinham sendo reivindicadas pelos indígenas há 25 anos. Edson Fagundes, coordenador regional da Fundação Nacional do Índios, disse que a decisão que beneficiou os pataxós na Bahia incentivou os kadiwéus e reforçar a luta pela recuperação de suas terras no MS.

    Leia tudo sobre: índiosmato grosso do sulkadiwéus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG