Ex-ministro que se envolveu em acidente em GO terá alta hospitalar

O veículo que Sérgio Amaral conduzia bateu numa moto e provocou a morte do diretor do presídio de Formosa

AE |

selo

O embaixador e ex-ministro Sérgio Silva do Amaral, de 67 anos, internado após acidente automobilístico, tem quadro clínico estável e terá alta na tarde deste domingo, no Hospital de Urgências Dr. Henrique Santillo, em Anápolis, a 64 quilômetros de Goiânia (GO).

Leia também: Acidente em GO envolve ex-ministro Sérgio Amaral e mata um

Tasso Marcelo/AE
O ex-ministro Sérgio Amaral se envolveu em acidente com morte na região de Cocalzinho, em Goiás

Sérgio Amaral sofreu um corte profundo de 15cm na cabeça após bater de frente com uma moto. O acidente ocorreu na noite de sexta-feira na BR-414, entre as cidades de Corumbá e Cocalzinho, num trecho próximo ao Salto de Corumbá (GO). No choque, morreu no local Ari Rodrigues da Silva, de 43 anos, diretor do presídio de Formosa (GO).

O diplomata foi socorrido por uma casal, depois internado no Hospital de Urgências de Anápolis. E, além do corte, seguido de sangramento e sutura, o diplomata passou por transfusão de sangue, exames de raios-x e tomografia.

São Paulo: Veículo em alta velocidade capota e fere cinco

Internado no quarto 11 da enfermaria, já recebe visitas de amigos e familiares no hospital, que é público, tem 84 leitos, 100% de taxa de ocupação, atende pacientes de 46 municípios, a maioria vítima de acidentes de trânsito.

Para os médicos, Sérgio Amaral relatou que vinha de Brasília (DF) para Pirenópolis, onde tem uma casa e passaria o final de semana. Foi na estrada de mão dupla, disse ele, que o farol da moto apareceu de repente, em zigue-zague. O choque foi inevitável porque ele e o motociclista desviaram, simultaneamente, para o mesmo lado, o esquerdo.

Boletim médico, divulgado na tarde de sábado (5), indicou que Sérgio Silva do Amaral permaneceu lúcido e mantido sob internação por precaução médica. Também revela que não ocorreram danos ao crânio, nem ao sistema nervoso, tórax ou abdômen, constataram os exames.

    Leia tudo sobre: ex-ministrosérgio amaralacidente em goiás

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG