Novas regras de visto para os EUA começam a vigorar no Brasil

A partir de hoje, taxa única de US$ 160 cobrirá todas as despesas e solicitações passarão a ser feitas em duas etapas

Agência Brasil |

Esta segunda-feira (30), primeiro dia em vigor das mudanças para solicitação de visto para os Estados Unidos , poucos conseguiram usufruir das alterações, que incluem redução de gastos. É que o pedido deve ser feito com antecedência e, até domingo (29), eram válidas as taxas anteriores. No entanto, os interessados que agendaram para hoje a entrevista se livraram das despesas com os Correios, no valor de R$ 40.

Entenda as mudanças: EUA mudam o sistema para solicitação de vistos no Brasil
Porto Alegre e BH: Estados Unidos abrirão dois novos consulados no Brasil
Nos EUA: Brasil terá nove consulados permanentes e 15 honorários nos EUA

A expectativa, segundo a Embaixada dos Estados Unidos, é que as mudanças possibilitem que os brasileiros gastem menos dinheiro e tempo para a obtenção do visto. Até ontem a média de espera, segundo relatos, era de um mês entre a solicitação e a emissão do documento. A ideia é que os brasileiros passem a gastar cerca de US$ 160 (aproximadamente R$ 280). Até ontem os gastos podiam chegar a R$ 350.

A bancária Eliane Frota, de 49 anos, contou que agendou no começo deste mês a entrevista para hoje (30), por isso pagou o valor anterior e ainda não usufrui das vantagens promovidas pelas mudanças na concessão de vistos. Mas ela conseguiu ficar livre do pagamento da taxa referente às despesas com os Correios que é de R$ 40.

“A entrevista foi bem rápida e tranquila. Eles me disseram que até 7 de maio eu devo conseguir o visto. Eu e meu filho iremos a passeio para os Estados Unidos. Em uma das primeiras vezes que fui, em 1994, era bem menos burocrática, não havia entrevista, por exemplo”, disse a bancária.

O militar Jolival da Silva, de 42 anos, e a esposa, a funcionária pública, Elaine da Silva, de 38, também não conseguiram aproveitar as mudanças, mas reconheceram que elas são positivas e contribuirão para facilitar a vida de quem pretende viajar para os Estados Unidos.

“Pagamos o preço em vigor até ontem, mas conseguimos ficar isentos da taxa dos Correios”, disse o militar. “Vamos para a Disney, pela primeira vez, para realizar os sonhos dos nossos filhos”, acrescentou a servidora.

O funcionário público Gustavo Andrade, de 35 anos, e a namorada, a estudante Daniele Silveira Coelho, de 33, vieram de Cuiabá, no Mato Grosso, para Brasília a passeio e aproveitaram a viagem para negociar a autorização de visto para os Estados Unidos. O casal quer viajar em setembro de férias para Califórnia, em São Francisco, nos Estados Unidos. “A gente quer aproveitar para fazer turismo e compras”, disse ele.

A Embaixada dos Estados Unidos informou que a expectativa é aumentar o número de atendimentos, dando mais agilidade ao processo de agendamento e autorização, diminuindo o tempo de espera. O interessado deverá agendar sua entrevista por intermédio do site http://brazil.usvisa-info.com.

Após o agendamento por meio da internet, a embaixada enviará um email detalhando como o interessado na obtenção de visto deve proceder. Até ontem, o interessado em solicitar a obtenção de visto para os Estados Unidos pagava R$ 38 (em reais) para o agendamento da entrevista, mais US$ 160 (o valor era fixo em dólar) pela taxa de solicitação de visto (MRV) e cerca de R$ 40 (em reais) para as despesas – referentes à entrega do passaporte com o visto.

Leia também:
É preciso “muita conversa”, diz ministro dos EUA sobre isenção de vistos
EUA anunciam projeto para facilitar passagem de brasileiros pela 'imigração'
Aumentos:
Número de vistos para os EUA cresce 56% no primeiro trimestre
Diplomacia:
Provável item da pauta de Dilma e Obama, isenção de visto fica mais perto
Belo Horizonte:
'MG é um parce

    Leia tudo sobre: vistoseuabrasileirosturistas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG