Corpos de universitários devem ser liberados nesta quarta na Bahia

Veículo e cinco corpos foram encontrados ontem à noite submerso no rio Muriti. Trecho da BR-101 costuma registrar vários acidentes, diz PRF

AE |

selo

Os corpos dos cinco estudantes universitários, que estavam desaparecidos desde a noite de quinta-feira (19), estão no Instituto Médico Legal (IML) de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, e devem ser liberados ainda nesta quarta-feira para sepultamento. O carro com os estudantes foi encontrado na noite de ontem , nas proximidades da BR-101, perto da ponte sobre o rio Mucuri, a cerca de 10 quilômetros da divisa do Espírito Santo com a Bahia.

Divulgação/PRF
Carro após ser retirado do rio, na Bahia
Os jovens Amanda Oliveira, de 22 anos, Izadora Ribeiro, de 21, Marllonn Amaral, de 21, Rosaflor Oliveira, de 24, e André Galão, de 28, haviam deixado o município de São Mateus (ES), onde estudavam, para participar da festa de aniversário da mãe de uma das vítimas, no município de Prado, litoral sul baiano.

Buscas:  Após quase 7h, polícia resgata corpos de jovens desaparecidos na BA

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal na Bahia, o veículo no qual estavam os universitários, saiu da pista logo depois de uma curva acentuada que antecede a ponte, no km 930 da rodovia. O carro desceu uma ribanceira de cerca de 30 metros de altura, em área de mata fechada, bateu em uma árvore e capotou, ficando parcialmente submerso, com as rodas para cima, a 100 metros do ponto estimado de saída da pista. Por todo o trajeto percorrido fora da rodovia, foram encontrados pedaços do veículo e uma das malas dos ocupantes. 

Quatro corpos foram encontrados dentro do veículo, todos presos pelo cinto de segurança. O quinto estava a poucos metros do carro - os peritos ainda investigam se ele foi projetado para fora ou se a vítima conseguiu sair do carro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois. Os trabalhos de remoção dos corpos e do veículo foram concluídos às 3h da madrugada de hoje.

Rodovia perigosa

A polícia trabalha com a hipótese de acidente, já que aquele trecho da rodovia, que intercala retas e curvas acentuadas, costuma registrar grande quantidade de sinistros. Análises preliminares, baseadas na distância percorrida pelo veículo, indicam que o carro estava a pelo menos 120 km/h quando saiu da pista.

Na tarde de ontem, na mesma rodovia, a cerca de dois quilômetros do local onde os corpos foram encontrados, quatro homens morreram depois de uma colisão frontal entre um carro e uma caminhonete.

    Leia tudo sobre: desaparecidosespírito santobahiauniversitários

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG