2010 em Ilha de Páscoa

2010 em Ilha de Páscoa São Paulo (AE) - Os moais são a marca registrada da Ilha de Páscoa, uma terra isolada no meio do Oceano Pacífico, a cerca de 4 mil quilômetros de Santiago, no Chile, e também de Papeete, na Tailândia. O mistério em torno de como foram erguidas as imensas estátuas de pedra vulcânica que chegam a medir 21 metros de altura e pesar 300 toneladas atrai todos os tipos de turistas: aventureiros, místicos e até quem quer apenas ter contato com a rica cultura Rapa Nui (como são denominados a ilha e o povo nativo).

Agência Estado |

O EVENTO - Em 11 de julho, o eclipse total do sol promete atrair milhares de pessoas ávidas por uma oportunidade única: fotografar os moais com o sol encoberto. O problema é comportar tanta gente na ilha, que tem a metade do tamanho de Ilhabela, no litoral paulista, e hotéis pequenos.

O QUE FAZER - Em torno do fenômeno natural, uma série de eventos estão prometidos. O principal deles é o Honu Eclipse 2010 (www.honueclipse.org), um superfestival de música eletrônica com ingressos a US$ 500. Para abrigar os baladeiros, será organizado um grande camping.

COMO IR - Está difícil conseguir voos para o começo de julho, mas você pode tentar a lista de espera. Há pacotes desde US$ 1.903 na Venturas & Aventuras (0--11- 3872-0362) e de US$ 1.772 na CiaEco (0--11-5571-2525). Os voos são operados pela Lan (0800-761-0056) e custam desde R$ 2.086, com saída de São Paulo e conexão em Santiago.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG