1/4 dos motoristas de ônibus põe passageiros em risco

As estatísticas da São Paulo Transporte (SPtrans) comprovam que não se segurar firme quando se está em pé no ônibus ou até tirar um cochilo sentado pode ser um risco. Em 2008, a cada quatro motoristas de ônibus e lotação, um foi multado por colocar em risco a segurança dos passageiros.

Agência Estado |

Dos cerca de 28 mil profissionais conduzem esses veículos, 7.560 já receberam autuações desse tipo. Conduzir o veículo comprometendo a segurança do usuário está entre as infrações gravíssimas. No ano passado, os fiscais da SPtrans aplicaram 105 mil multas - 27% a mais que em 2007.

Embora considere uma utopia imaginar que o número de autuações chegue próximo de zero, o superintendente da Associação Nacional de Transportes Públicos, Marcos Bicalho, defende essa meta do poder público.

Quem trabalha no trânsito o tempo todo devia ser o primeiro a perceber e a ter um comportamento mais seguro. E isso se conquista em grande parte com treinamento e educação. Já o diretor de Fiscalização da São Paulo Transporte, Guilherme Benazzi, garante que, mensalmente, 100% das linhas são fiscalizadas com o intuito de intimidar e reduzir o número de autuações.

Para o Sindicato dos Motoristas do Transporte Urbano de São Paulo, parte das multas aplicadas pelos fiscais da SPtrans é ilegal. Segundo o advogado da entidade, Juscelino Medeiros, eles não poderiam aplicar sanções do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), como avanço de sinal, dirigir falando ao celular ou desrespeitar o limite de velocidade.

O motorista é punido duas vezes e os fiscais não têm permissão para aplicar multa de trânsito. Já o sindicato das empresas de ônibus (Spurbanuss) informou que muitas das multas aplicadas pela SPtrans são canceladas após julgamento .

Leia mais sobre motoristas de ônibus

    Leia tudo sobre: motoristas de ônibus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG