Bispos belgas analisam no Vaticano escândalos de padres pedófilos

Cidade do Vaticano, 3 mai (EFE).- Os bispos belgas chegaram hoje ao Vaticano em visita e serão recebidos pelo papa na próxima sexta-feira, uma estadia já prevista e que servirá para analisar os casos de pedofilia nesse país, que levaram à renúncia do bispo de Bruges, Roger Vangheluwe.

EFE |

Cidade do Vaticano, 3 mai (EFE).- Os bispos belgas chegaram hoje ao Vaticano em visita e serão recebidos pelo papa na próxima sexta-feira, uma estadia já prevista e que servirá para analisar os casos de pedofilia nesse país, que levaram à renúncia do bispo de Bruges, Roger Vangheluwe. Embora seja de normal todos os bispos visitarem o Pontífice a cada cinco anos para falar sobre a situação de suas dioceses, o caso do prelado Vangheluwe, de 74 anos, que reconheceu recentemente ter abusado de um jovem quando era sacerdote e foi destituído imediatamente por Bento XVI, deu um novo caráter a visita. Além do escândalo do já ex-bispo de Bruges, no último dia 29, um jornal belga publicou a denúncia de um homem que assegura que aos 15 anos foi violado por um sacerdote da diocese de Namur e que o atual chefe da Igreja Católica belga, Andre Joseph Leonard, que em aquela época era bispo de Namur, acobertou o caso. Os prelados belgas realizaram hoje missa no Vaticano e foram ao túmulo de João Paulo II. EFE JL/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG