"Avó" de Barack Obama recebe doutorado honorário em Letras

Nairóbi, 3 mai (EFE).- Sarah Onyango Obama, a "avó" queniana do presidente americano, Barack Obama, recebeu hoje um doutorado honorário em Letras concedido por uma universidade em Kisumu, no Quênia, indica o jornal "Daily Nation" em seu site.

EFE |

Nairóbi, 3 mai (EFE).- Sarah Onyango Obama, a "avó" queniana do presidente americano, Barack Obama, recebeu hoje um doutorado honorário em Letras concedido por uma universidade em Kisumu, no Quênia, indica o jornal "Daily Nation" em seu site. O jornal queniano cita fontes da universidade que assinalam que Sarah Obama, de 87 anos, recebeu o título honorífico "por seu compromisso com as obras de caridade e sua paixão por alimentar e educar os pobres da sociedade". Sarah Obama acrescenta outra distinção pelo combate à desnutrição. "Mama Sarah", como é conhecida no Quênia, não é na realidade avó biológica do presidente americano, mas foi a terceira esposa de seu avô paterno, Hussein Onyango Obama. Obama nasceu no Havaí fruto da relação entre Stanley Ann Dunham, de nacionalidade americana, e Barack Obama, um estudante queniano. O atual presidente dos Estados Unidos não manteve contato estreito com sua família queniana. Em seu livro autobiográfico "Dreams from My Father", Obama descreve o encontro com sua "avó" Sarah em uma viagem ao Quênia em 1988 e os problemas para se comunicar com ela, já que esta não fala inglês, mas só sua língua materna. EFE jmc/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG