Ancara, 1 mai (EFE).- Quatro soldados turcos morreram e outros sete ficaram feridos em decorrência de um ataque de guerrilheiros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) a um quartel na província oriental turca de Tunceli, informou a imprensa local.

Ancara, 1 mai (EFE).- Quatro soldados turcos morreram e outros sete ficaram feridos em decorrência de um ataque de guerrilheiros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) a um quartel na província oriental turca de Tunceli, informou a imprensa local. A agência de notícias "Firat", próxima ao PKK, afirma que o ataque ao quartel durou seis horas e que mais de 10 militares foram mortos pela troca de tiros. Dois dos militares feridos estão em estado grave. A imprensa turca e a "Firat" indicam que o comandante da unidade está entre os mortos. O número de guerrilheiros do PKK que morreram ainda não foi determinado, e o Exército está bombardeando com helicópteros a região onde se esconderam os rebeldes foragidos. Nas duas últimas semanas, dez soldados turcos morreram em diferentes atentados com minas na região sudeste do país, onde se concentra a população curda. Essa região se encontrava em uma relativa calma até que em abril os líderes do PKK afirmaram que reforçariam suas ações com a chegada da primavera. Com o fim do período de nevascas na região montanhosa que separa a Turquia do Iraque, retaguarda do PKK, aumentam os ataques do grupo - qualificado como terrorista pela União Europeia e pelos Estados Unidos. O PKK pegou em armas em 1984 para conseguir a autonomia de 12 milhões de curdos na Turquia. Desde então, mais de 45 mil pessoas morreram nos confrontos. EFE dt/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.