As 32 principais constelações

Conheça a segunda parte das explicações sobre as constelações visíveis no céu de verão

Daniel Soler |

Nestas últimas semanas, a coluna Enquanto Isso no Universo está trazendo uma série de informações sobre as principais constelações oficiais do céu, reconhecidas pela União Astronômica Internacional . Antes de seguir na leitura, acesse aqui o primeiro texto da série , pois lá temos algumas informações e explicações importantes, que devem ser lidas antes de ler a respeito de cada uma das constelações.

VERÃO 2ª PARTE

COCHEIRO – Auriga – Aur

Reprodução
Constelação de Cocheiro
Constelação proeminente, contém a estrela de primeira magnitude mais ao norte, Capella. Situada na Via Láctea entre Gêmeos e Perseu, ao norte de Órion, Cocheiro representa um cocheiro, identificado na mitologia grega como Erictônio, rei lendário de Atenas.

Traços de Interesse:

ÉPSILON AURIGAE : Supergigante orbitada por companheira escura que a eclipsa a cada 27 anos, o mais longo intervalo de uma binária eclipsante. Nos eclipses, fica obscurecida por mais de um ano

ZETA AURIGAE : Gigante laranja orbitada por estrela azul, que a eclipsa a cada 2,7 anos, reduzindo sua magnitude 3,7 para 4,0 por seis semanas.

M36, M37 e M38 : Três grandes e brilhantes aglomerados “incrustados” na Via Láctea. Os três caberão no mesmo campo de visão em binóculo de grande abertura angular. Veja aqui uma bela foto contendo os 3 aglomerados.

CARNEIRO – Aries – Ari

Reprodução
Constelação de Aries
Carneiro, constelação do zodíaco situada entre Peixes e Touro, não é particularmente destacada. Sua figura mais reconhecível é uma linha torta de três estrelas, Alfa, Beta e Gama Arietis. Na mitologia grega, representa o carneiro cujo velocino de ouro pendia de um carvalho na Cólquida, costa leste do mar Negro. Jasão e os argonautas fizeram uma viagem épica para levar o velocino à Grécia.

A linha torta de Carneiro
Linha formada pela três estrelas mais brilhantes de Carneiro - Alfa, Beta e Gama Arietis. Vêem-se também nesta fotografia Vênus (embaixo) e Marte, à esquerda de Áries.

Gama Arietis
A olho nu, Gama Arietis parece ter magnitude 3,9, mas um pequeno telescópio a revela como admirável dupla. Esta imagem de CCD mostra suas duas componentes muito parecidas.

 (ou Ponto Gama)
Na Grécia antiga, há mais de dois mil anos, o equinócio vernal – ponto em que a eclíptica cruza o equador celeste – passava perto do limite entre Carneiro e Peixes. A precessão o deslocou quase para Aquário hoje em dia, mas ele continua a ser chamado o primeiro ponto de Áries ou Ponto Gama (o nome Ponto Gama se deve ao fato do símbolo clássico do Carneiro ser um desenho muito parecido com o da letra grega Gama).

Traços de Interesse:

GAMA ARIETIS : Estrela dupla com componentes brancas quase idênticas de magnitudes 4,6 e 4,7, facilmente separável com telescópio pequeno.

LAMBDA ARIETIS : Estrela de 5ª magnitude com companheira de 7ª magnitude visível com binóculo grande ou telescópio pequeno.

ERÍDANO – Eridanus – Eri

Reprodução
Constelação de Erídano
Representa um rio que serpenteia do pé de Touro no norte à Serpente Marinha no sul, o que lhe dá um âmbito de 58° em declinação, o maior entre as constelações. Sua única estrela notável, Achernar, magnitude 0,5, está em sua extremidade sul. Erídano aparece na história de Faetonte, filho do deus-sol Hélio, que tentou impelir o pai a brigar pelo céu mas perdeu o controle e caiu como um meteoro no rio.

Reprodução
Galáxia NGC1300, cujo eixo é maior que a Via Lactea
Galáxia NGC1300
Pouco brilhante para ser bem vista com telescópio pequeno, esta galáxia espiral barrada clássica aparece bem em fotografias.

Traços de Interesse:

THETA ERIDANI : Estrela dupla composta de estrelas brancas de 3ª e 4ª magnitudes.

OMICRON2 ERIDANI (40 ERIDANI) : Estrela múltipla que a olho nu parece uma estrela laranja de 4ª magnitude. Com telescópio pequeno vê-se companheira de 10ª magnitude – uma anã branca facilmente vista. Esta forma uma binária com uma anã vermelha menos brilhante.

32 ERIDANI : Par de estrelas laranjas de 5ª e 6ª magnitudes visíveis com telescópio pequeno.

NGC1300 : Galáxia espiral barrada, a cerca de 75 milhões de anos-luz. Sua barra central é mais longa que o diâmetro da Via Láctea.

PERSEU – Perseus – Per

Reprodução
Mapa da constelação de Perseu
Constelação proeminente, Perseu está na Via Láctea entre Cassiopéia e Cocheiro. Uma das constelações gregas originais, representa o personagem enviado para matar Medusa, a Górgone. No céu, ele é representado segurando a cabeça da Górgone, assinalada por Algol, famosa estrela variável. Meteoros Perseídeos parecem irradia da constelação a cada mês de agosto.

nullNGC869 e NGC884 (AGLOMERADO DUPLO)
Cada aglomerado contém centenas de estrelas de 7ª magnitude e mais fracas, cobrindo uma área similar à da Lua cheia. Ambos os aglomerados estão a mais de sete mil anos-luz, no braço espiral de nossa Galáxia chamado justamente braço Perseu.

Traços de Interesse:

ALFA PERSEI (MIRFAK) : A mais brilhante estrela de Perseu, de magnitude 1,8, no centro do grupo conhecido como aglomerado Alfa Persei (Alpha Persei Cluster) ou Melotte 20 ou Collinder 39.

BETA PERSEI (ALGOL) : A mais famosa binária eclipsante e a primeira a ser descoberta, Algol passa de magnitude 2,1 para 3,4, a cada 69 horas, à medida que uma estrela eclipsa a outra, retornando ao normal após 10 horas. Revistas e anuários astronômicos dão as previsões dos eclipses de Algol. A seguir uma figura ilustrativa de como deve ser o sistema binário de Algol.

RHO PERSEI : Gigante vermelha cujo brilho flutua em cerca de 50%, entre magnitudes 3,3 e 4,0, mais ou menos a cada sete semanas.

M34 : Aglomerado aberto disperso de várias dúzias de estrelas perto do limite com Andrômeda.

NGC869 e NGC884 (AGLOMERADO DUPLO) : Dois aglomerados abertos adjacentes visíveis a olho nu como uma mancha mais brilhante na Via Láctea, perto do limite com Cassiopéia. Boa visibilidade com binóculo e telescópio pequeno.

Fonte principal de informações: Guia Ilustrado Zahar – Astronomia – Ian Ridpath

    Leia tudo sobre: constelaçõesestrelasuniverso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG