Paul Henry ao mostrar uma foto da cantora disse que era evidente que ela sofria de uma incapacidade intelectual

O apresentador que chamou a cantora escocesa Susan Boyle de "retardada" terá que se retratar no mesmo programa da rede de televisão "New Zealand" que cometeu a ofensa, segundo anunciou hoje o organismo regulador.

A Broadcasting Standards Authority determinou que o comentário de Paul Henry, em novembro do ano passado, foi cruel, de mau gosto, discriminatório e que denigre, de acordo com a rádio neo-zelandesa.

Henry dispõe de um mês para se corrigir em seu programa "Breakfast", o mesmo espaço televisivo no qual ofendeu a cantora de 48 anos.

Em 23 de novembro de 2009, Henry mostrou aos telespectadores uma foto de Boyle em uma revista e disse que era evidente que a pessoa da imagem "sofria de forma alguma de incapacidade intelectual". Embora o apresentador tenha se desculpado posteriormente, várias pessoas fizeram queixas à autoridade competente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.