Qualidade do fornecimento de energia no NE já piorava em 2010

Dados da Aneel indicam que houve salto no número de horas sem fornecimento na região mesmo antes do apagão de fevereiro

Danilo Fariello, iG Brasília |

Um balanço da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) revela que, em 2010 - antes, portanto, do grande apagão do mês passado -, o fornecimento de energia na região Nordeste já sofria uma significativa degradação em qualidade. A análise da média de número de horas com interrupção de fornecimento de energia na região subiu de 19 horas em 2009 para 28 horas em 2010.

Assim como o número de horas sem energia, também aumentou o número de interrupções no fornecimento na região Nordeste em 2010, segundo dados da Aneel. Em 2009, foram 11 as interrupções, em média por microrregiões, enquanto que em 2010, esse número subiu a 12 (veja abaixo) .

Horas por ano sem energia

Valores parciais distribuidos por regiões e para todo o país

Gerando gráfico...
Fonte: Aneel

O crescimento do consumo de energia no Nordeste foi gigantesco no ano passado, com Estados que tiveram crescimento de carga acima de 15%. Especialistas dos setor apontam outros fatores para a piora da oferta no NE. Um deles seria o sucesso do programa federal Luz Para Todos, que, levando a energia para regiões mais remotas, haveria maior vulnerabilidade da rede.

Do número total de 1156 subconjuntos considerados pela Aneel no Nordeste, 291 tiveram seus limites máximos de horas sem luz desrespeitados em 2010 e 45 foram desrespeitados no número máximo de interrupções tolerados pela agência reguladora.

Região degradou números nacionais

A perda de qualidade no fornecimento de energia na região Nordeste ajudou a degradar os índices de qualidade em todo o país em 2010. Em horas sem luz, a média nacional subiu de 19 horas em 2009 para 20 horas em 2010. O número de interrupções, porém, caiu de 12 para 11 no ano passado.

O governo ainda não informou qual foi o motivo exato do grande apagão de 4 de fevereiro deste ano, que deixou 13,5 milhões de clientes sem energia. Na semana passada, a presidenta Dilma Rousseff convocou as principais autoridades da área para cobrar uma investigação mais rápida.

Ainda segundo os números da Aneel, em 2010, o fornecimento de energia melhorou na região Sudeste, em relação a 2009, quando houve o grande apagão de Itaipu.

No ano passado, a região líder em precariedade na oferta de serviços permaneceu a Norte. O número médio de horas sem luz da região subiu de 68 em 2009 para 76. O número de interrupções na região Norte permaneceu estável em 46.

No Sul e no CO, qualidade sobe

Nas regiões Centro-Oeste e Sul também houve ganhos na qualidade da oferta de serviços com queda tanto no número de horas sem luz quanto no número de interrupções.

Os dados divulgados pela Aneel para 2010 não incluem os informações das distribuidoras Boa Vista, CAT-LEO, Ceam, Celb, Celpa, Celtins, Cenf, CER, Cocel, Coelba, Manaus, RGE.

Veja aqui se a sua distribuidora respeitou os limites de qualidade na região da sua residência . Desde o ano passado, as distribuidoras que desrespeitam o teto de interrupções no fornecimento permitido têm de oferecer abatimento no valor da fatura ao seu consumidor.

    Leia tudo sobre: apagão no nordesteenergiablecauteaneel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG