Relembre os maiores blecautes das últimas décadas pelo mundo

Grandes apagões aconteceram em países como Estados Unidos, Itália e Indonésia

iG São Paulo |

Nas últimas décadas, uma série de blecautes no Brasil e no mundo afetou milhões de pessoas. O maior deles, em 2005, aconteceu na Indonésia, afetando mais de 100 milhões de pessoas. Mas foi em 2003, nos Estados Unidos, que um apagão com duração de dois dias causou os maiores transtornos à população.

Getty Images
Imagem da linha do horizonte de Nova York durante o blecaute de 2003

Em 14 de agosto de 2003, a região nordeste dos Estados Unidos e a região leste do Canadá entraram em colapso após um apagão que atingiu cerca de 55 milhões de pessoas.

O blecaute de 2003 afetou uma das regiões mais densamente povoadas dos EUA e causou transtornos no trânsito, nos sistemas de comunicação, nos aeroportos e hospitais.

Segundo reportagem do "The New York Times", o apagão de 2003 nos EUA deixou prejuízos de até US$ 6 bilhões.

Em fevereiro de 2004, uma força-tarefa dos EUA e do Canadá concluiu que o apagão histórico de 2003 foi causado por uma falha em linhas de transmissão em uma área rural do Estado de Ohio, o que gerou sobrecarga do sistema e paralisou a geração de energia em mais de cem usinas.

Indonésia às escuras

O blecaute de 2005 na Indonésia, em 18 de agosto, atingiu as ilhas de Java e Bali e durou cerca de sete horas. Cerca de 100 milhões de pessoas foram afetadas pela falta de energia.

O apagão causou engarrafamentos em Jacarta, forçou o cancelamento de vários vôos internacionais e domésticos, comprometeu o serviço de transporte público e interrompeu as operações do hospital.

Segundo investigação das autoridades, a falta de manutenção e a falta de investimentos por parte da empresa estatal de energia resultaram na sobrecarga das linhas de transmissão da Indonésia.

Blecaute na Itália

Também em 2003, em 28 de setembro, um apagão atingiu praticamente toda a Itália e algumas regiões da Suíça. Cerca de 60 milhões de pessoas foram afetadas durante as nove horas em que a energia elétrica estava em colapso.

Getty Images
Americanos deixam a ilha de Manhattan a pé em direção aos subúrbios de Nova York durante blecaute de 2003

O blecaute italiano foi causado por uma forte tempestade que atingiu a linha de transmissão que enviava energia elétrica da Suíça para a Itália. A falha sobrecarregou o sitema de geração de energia e causou um efeito cascata, derrubando o fornecimento em todas as áreas do país.

Crise energética na Califórnia

Entre 2000 e 2001, o Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, sofreu com uma série de pequenos blecautes causados pela crise no sistema de energia da região.

Em 14 de junho de 2000, o primeiro de uma série de blecautes acontece na região de São Francisco durante uma onda de calor e afeta cerca de 100 mil pessoas. Com a chegada do inverno e o aumento no consumo de energia para aquecimento de imóveis, uma série de pequenos blecautes acontece em diversas regiões do Estado, afetando milhares de pessoas, no dia 17 de janeiro.

O maior blecaute da Califórnia durante a crise energética aconteceu em 19 de março de 2001, quando o apagão afetou mais de 1,5 milhão de pessoas no Estado.

Segundo estudo do governo após a crise, o rápido crescimento da população californiana na década de 90%, a manutenção artificial dos preços de energia em patamares baixos e a falta de regulação das empresas geradoras de energia causaram a sobrecarga do sistema.

Primeiro grande apagão brasileiro

O primeiro grande blecaute no Brasil aconteceu em 11 de março de 1999. Durante quase quatro horas, 70% do território brasileiro ficou sem energia elétrica.

O blecaute, que ficou conhecido como "apagão" e marcou os últimos anos do governo FHC, teve início às 22h16 na subestação de Bauru, interior de São Paulo. A falta de energia elétrica afetou dez Estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Assim como o apagão desta terça-feira, o blecaute de 1999 também afetou partes do Paraguai.

"Noite do Terror" de 1977

Um blecaute na cidade de Nova York em 1977 é lembrado ainda hoje como uma das noites mais violentas da cidade. A "noite do terror", como definiu a revista "Time", começou com um apagão em diversas áreas de Nova York às 20h37, após a queda de um raio em uma subestação no Rio Hudson.

AP Images
Centenas de lojas foram saqueadas no apagão de 1977 em Nova York

Com a cidade enfrentando problemas financeiros, uma onda de vandalismo e violência tomou conta das ruas de Nova York, especialmente nos bairros predominantemente latinos e afro-americanos.

Cerca de 75 lojas foram saqueadas na região de Crown Heights e 25 estabelecimentos foram incendiados em Bushwick. Uma concessionária da Buick no Bronx foi invadida e os ladrões levaram 50 carros 0 km.

O balanço final da "noite do terror" de Nova York apontou para 1.616 lojas danificadas, 1.037 focos de incêndio, 3.776 pessoas presas e 550 policiais feridos. Os danos estimados, segundo um estudo da prefeitura nova-iorquina, chegou a US$ 300 milhões.

O primeiro grande apagão

Um dos primeiros grandes blecautes que afetou a vida das grandes cidades aconteceu na região nordeste dos EUA em novembro de 1965, mesmo local do apagão de 2003.

À época, cerca de 25 milhões de pessoas foram afetadas nos Estados de Connecticut, Massachusetts, New Hampshire, Rhode Island, Vermont, Nova York e Nova Jersey, além de Ontário, no Canadá.

Segundo a investigação da época, o blecaute foi causado por um pico de consumo de energia que sobrecarregou as linhas de transmissão. O inverno no mês de novembro na região afetada era muito forte e a energia usada para aquecimento de casas e escritórios causou um colapso no sistema.

O apagão de 1965 nos EUA derrubou a transmissão de emissoras de rádio e TV sediadas em Nova York e interrompeu o serviço de trens na região.

    Leia tudo sobre: apagão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG