Para diretor da ONS, resposta a apagão foi mais rápida que 1999 e 2002

O diretor de operações do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Eduardo Barata, discordou das declarações da oposição de que teria faltado coordenação para reagir, em menos tempo, ao apagão ocorrido na noite de terça-feira e que atingiu 18 Estados.

Agência Estado |

  • Veja o especial do iG sobre o apagão
  • Internautas relatam o apagão pelo País
  • Relembre os maiores blecautes das últimas décadas pelo mundo
  • Fotoshow: veja imagens do blecaute pelo País
  • "Não concordo. As análises mostram que a resposta a esse evento, que todos nós reconhecemos que foi extremamente desagradável, foi da mesma de grandeza, eu diria até superior aqueles ocorridos em 2002 e em 1999. Os tempos de recuperação do sistema foram menores do que os obtidos em 99 e 2002", disse ele, nesta quinta-feira, em entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo.

    Barata reafirmou que o apagão foi provocado por condições climáticas adversas na subestação de energia de Itaberá, no interior de São Paulo, e que documentos comprovam o registro do problema, que pode ser identificado por qualquer assessoria técnica. "Do ponto de vista de gestão, o sistema funcionou adequadamente", afirmou Barata. Segundo ele, o sistema de proteção atuou de forma eficiente, impedindo a danificação de equipamentos de toda a rede.

    "Se nós olharmos a carga que foi interrompida, o grosso da carga foi concentrada na Região Sudeste. A perturbação nos demais Estados foi menor. Isso se deve esquemas especiais de proteção", explicou. "É preciso que se compreenda que o sistema também tem alguma vulnerabilidade", acrescentou Barata, ressaltando que o sistema brasileiro é reconhecido a nível mundial como seguro.

    "Os indicadores que dispomos mostram que se comparado com países como os Estados Unidos, o Canadá e países europeus, o nosso sistema tem um desempenho superior aos desses países. Todos os grandes distúrbios que nós tivemos confirmam a qualidade da operação e da estrutura do sistema elétrico brasileiro", afirmou.

    Leia mais sobre blecaute

      Leia tudo sobre: blecaute

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG